Gil prevê mais verba para cultura em feira de games

O ministro da Cultura Gilberto Gil, disse hoje em São Paulo que espera contar com um aumento do orçamento federal para a cultura no ano que vem. Atualmente, o MinC conta com 0,4% do orçamento daUnião - isso representa cerca de R$ 238 milhões. "Se os números acordados forem mantidos, será algo em torno de 0,6%", dise Gil. Com isso, a verba poderá chegar a R$ 288 milhões.O ministro diz que continua lutando pela verba de 1% do orçamento da União, mas admite que suas conquiesta neste setor são mínimas. Noprimeiro ano em que pôde reivindicar um aumento já na gestão petista, Gil viu sua pasta ganhar 70% de reajuste - pulou de R$ 130 milhões em 2003, último ano da era FHC, para R$ 220 milhõesem 2004.Segundo Gil, o novo orçamento de 0,6% é apoiado pelos os ministérios da Fazenda, doPlanejamento e da Casa Civil da Presidência da República. Elelamentou a saída de Carlos Lessa do BNDES e de Cássio Casseb do Banco do Brasil, com quemtinha planos de estimular financiamento de reforma e construção de salas de exibição. Em São Paulo para lançar um programa do MinC para apoio à produção de jogos eletrônicos, ele participou da abertura oficial da feira Electronic Game Show - EGS 2004, que vai atédomingo, no Expo Center Norte, em São Paulo. Estava acompanhado do secretário do Audiovisual, Orlando Senna, e anunciou os vencedores de um concurso com as 36 melhores idéias para gamesnacionais. Segundo ele, o game deve ser reconhecido como umuniverso cultural, que conjuga elementos de cinema, literatura ecomics, e é preciso estimular jovens brasileiros a criar seuspróprios jogos.Segundo Gil, o mercado de games movimentou US$ 33bilhões em 2003 e deverá fechar 2004 com US$ 50 bilhões. Seucrescimento anual é de cerca de 20%, bem maior do que outrasatividades. Esse mercado do "infotenimento", como definiu,deveria ser objeto de políticas públicas sérias.

Agencia Estado,

19 de novembro de 2004 | 17h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.