Gigantes lutam pela nova geração de DVDs

Uma verdadeira guerra está sendo travada nos bastidores pelo controle do DVD player na sua sala. Em lados opostos no campo de batalha estão gigantes do mundo da tecnologia, da eletrônica e do entretenimento. Em disputa está a forma como vamos consumir filmes, música e outros produtos digitais. A luta é pela próxima geração de DVDs, que poderão conter até cinco vezes mais material do que os discos usados hoje. O DVD é uma das histórias de sucesso da indústria eletrônica dos últimos anos. Só nos Estados Unidos, mais de metade de todas casas têm um DVD player. E agora é raro encontrar um computador que não tenha um DVD incorporado. Os discos ajudaram a encher os cofres dos estúdios de Hollywood, que obtêm mais de metade do seu dinheiro das vendas de filmes em DVD.Disputa multimilionária - O sucessor dos atuais discos não deverá estar nas lojas antes de 2005, mas a disputa para se tornar o padrão de uma indústria multimilionária já está em curso. De um lado está o HD-DVD (DVD de alta definição), apoiado pelo grupo liderado pela Toshiba e a NEC. Os discos HD-DVD têm capacidade para 30GBs e são mais como uma atualização da tecnologia corrente. ?O consumidor tem uma grande coleção de DVD. Se a próxima geração de DVDs for diferente, então a coleção atual não faz sentido?, disse uma porta-voz da Toshiba.O grupo HD-DVD tem como adversário um poderoso consórcio de gigantes eletrônicos, incluindo a Sony, Philips, Matsushita e Samsung, que apóiam o formato incompatível Blu-ray. Os discos Blu-ray podem armazenar 50GBs e são baseados nos raios lasers azul-violeta.?O que é necessário é um grande avanço na performance?, disse o diretor da Philips Frans Van Houten num recente fórum do grupo Blu-ray. ?Isso é verdade para todos os produtos. Para ter sucesso precisamos oferecer um salto no melhoramento.? ?O Blu-fray tem tudo para agradar aos consumidores com uma experiência de alta definição e muito mais.? Os argumentos fazem lembrar os da disputa nos anos 70 entre o VHS e o Betamax para se tornarem no formato único do vídeo tape. Nessa guerra, o VHS emergiu triunfante. Idealmente, todos gostariam de chegar a um acordo sobre um formato único para a próxima geração da tecnologia DVD. Isso ajudaria a manter os custos baixos e evitaria confundir o consumidor médio. Se haverá um vencedor claro dessa vez não é certo. No final, a decisão poderá ficar nas mãos das pessoas que controlam o conteúdo ? os grandes estúdios de Hollywood. Eles vêem a tecnologia como uma forma de publicar versões de filmes com alta definição, com imagens cristalinas e som puro, desde que haja medidas de segurança suficientes para evitar a pirataria.O grupo Blu-ray tem uma vantagem, graças ao substancial império de mídia da Sony. Mas para aumentar a confusão, a emergente indústria de consumo eletrônico da China está procurando desenvolver o seu próprio formato de DVD.Uma coisa é certa, porém. A batalha pelo controle do DVD do futuro está apenas no começo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.