Gestor de fundo compra tela de Picasso por US$ 155 milhões, diz jornal

O gestor de capitais Steven A. Cohen comprou por um valor recorde uma pintura de Pablo Picasso que pertencia ao magnata dos cassinos Steve Wynn, segundo reportagem publicada nesta terça-feira pelo jornal New York Post.

Reuters

26 de março de 2013 | 17h42

Cohen, que administra a SAC Capital Advisors, um fundo de hedge de 15 bilhões de dólares, teria pago 155 milhões de dólares pela tela "Le Rêve" (O Sonho), retrato de uma amante de Picasso pintado em 1932, disse o Post, citando uma fonte anônima.

Segundo o jornal, esse é o maior valor já gasto por um colecionador dos Estados Unidos para adquirir uma obra.

Os bilionários Cohen e Wynn, conhecidos colecionadores de arte, já apareceram na imprensa por causa dessa obra anteriormente.

Em 2006, Wynn colocou seu cotovelo sobre a tela ao mostrá-la para vários amigos, supostamente um dia depois de concordar em vendê-la para Cohen por 139 milhões de dólares, segundo noticiaram vários meios de comunicação na época.

Um porta-voz de Cohen se recusou a comentar a notícia, e um representante de Wynn, executivo-chefe da Wynn Resorts, não atendeu a pedidos para comentar.

(Reportagem de Katya Wachtel)

Tudo o que sabemos sobre:
ARTECOHENPICASSO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.