Gerard Depardieu busca abrigo na Rússia longe de impostos franceses

O ator Gerard Depardieu foi registrado como residente da cidade russa de Saransk, onde tem planos de abrir um restaurante longe dos altos impostos de sua pátria francesa, disse a imprensa russa neste sábado.

Reuters

23 Fevereiro 2013 | 13h53

A estrela de 64 anos dos filmes "Cyrano de Bergerac" e "Green Card" estava em Saransk neste sábado para receber um visto de residência em seu passaporte russo recém-emitido, em uma cerimônia luxuosa com participação de funcionários locais e cantores em trajes folclóricos tradicionais.

Depardieu se mudou para a Bélgica no ano passado para evitar um imposto de 75 por cento planejado para milionários e, desde então, continuou rumo ao leste para a Rússia, onde o presidente Vladimir Putin em janeiro concedeu-lhe cidadania.

Depardieu disse que não deixou a França por razões fiscais. A Rússia, onde o jogador já apareceu em campanhas publicitárias de ketchup e um filme sobre o monge Grigory Rasputin, tem um imposto fixo de 13 por cento sobre o lucro.

"Para mim, o registro aqui não é uma formalidade. Eu pretendo vir aqui muitas vezes", disse Depardieu após a cerimônia, acrescentando que planeja abrir "um restaurante, onde os trabalhadores virão para um lanche".

Saransk, que consiste em grande parte em blocos precários de apartamentos soviéticos, é um centro industrial conhecida pelo seu setor de construção e indústrias químicas. Depardieu morava em uma mansão, na margem esquerda do Sena, em Paris.

(Reportagem de Jason Bush)

Mais conteúdo sobre:
GERAL DEPARDIEU RUSSIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.