Nicole Rivelli/Divulgação
Nicole Rivelli/Divulgação

Gérard Depardieu admite que bebe 'até 14 garrafas de bebida em um dia'

Em entrevista, ator francês confessou que exagera no álcool quando está 'entediado'

EFE

15 Setembro 2014 | 15h25

Conhecido por uma carreira de prêmios e excessos, o ator francês Gérard Depardieu disse, em uma entrevista publicada hoje, 15, que costuma beber quando se sente entediado e que pode chegar a consumir até 14 garrafas de bebida alcoólica em um dia.

"Quando me entedio, bebo. Se começo a beber, não bebo como uma pessoa normal. Posso entornar 12, 13, 14 garrafas por dia", disse o ator, que garantiu que nunca termina "completamente bêbado, só um pouco alegre" e que tem um remédio próprio para não terminar bêbado: "Só é preciso tirar um cochilo de dez minutos e já está pronto".

Exilado fiscal mais famoso da França e protagonista de famosas polêmicas em aeroportos ou acidentes de trânsito alcoolizado, o ator reconheceu que, uma vez que começa a beber, não consegue se controlar.

"Começo em casa, com champanhe ou vinho tinto antes das 10h. Depois, mais champanhe, depois pastis (um licor de anis francês), talvez meia garrafa. Depois a comida, acompanhada de duas garrafas de vinho. Pela tarde, champanhe, cerveja e outra vez pastis para terminar a garrafa por volta das 17h. Mais tarde, vodca ou uísque", comentou o ator, de 65 anos, em entrevista que publicada pela revista So Film.

Gérard Depardieu, que no cinema já interpretou Obelix, Cyrano de Bergerac e um personagem inspirado no polêmico Dominique Strauss-Kahn, admitiu que seus excessos geram risco para a saúde e revelou que já se submeteu a uma operação para colocar um marca-passo por culpa do colesterol "e de outras coisas".

"Tenho que ser prudente. De qualquer forma, não vou morrer atualmente. Ainda tenho energia", presume o ator, que também é proprietário de várias adegas e restaurantes.

Em julho, Depardieu anunciou sua intenção de produzir "vodca biológica" a partir de "água de mananciais das montanhas e produtos que respeitam o meio ambiente".

Mais conteúdo sobre:
Gérard Depardieu álcool

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.