Reuters
Reuters

George Michael acusado por porte de drogas

Acusações estão relacionadas a uma batida de carro contra um prédio em uma rua de Londres

REUTERS

12 de agosto de 2010 | 14h30

O cantor britânico George Michael foi acusado nesta quinta-feira de portar maconha e dirigir sob efeito de álcool ou drogas depois de sofrer um acidente de carro no mês passado, disse a polícia.

Michael, de 47 anos, que já teve uma série de desacordos com a lei pelo uso de drogas, foi libertado sob fiança para comparecer ao tribunal de Highbury (bairro na região norte de Londres), no dia 24 de agosto, acrescentou um comunicado da polícia.

As acusações estão relacionadas ao incidente em julho, quando o cantor bateu seu carro contra um prédio em uma rua no norte de Londres.

Michael, que se tornou famoso como integrante da banda Wham! antes de lançar carreira solo, foi proibido de dirigir por dois anos em 2007 e sentenciado a 100 horas de serviço comunitário depois de admitir ter dirigido sob o efeito de drogas.

Em 2008 ele pediu desculpas aos fãs depois de ser detido e alertado pela polícia sobre o porte de drogas e prometeu "se resolver".

O vencedor de Grammy vendeu um estimado número de 100 milhões de álbuns como artista solo, conquistando fãs pelo mundo inteiro com sucessos como "Careless Whisper" e "Faith".

(Reportagem de Mike Collett-White)

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEMICHAELDROGAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.