Carlo Allegri/ Reuters
Carlo Allegri/ Reuters

George Clooney é o segundo mais bem pago da lista da 'Forbes', Floyd Mayweather lidera

Pugilista americano faturou cerca de R$ 1,1 bilhão, enquanto ator chegou aos 924 milhões

EFE

16 de julho de 2018 | 15h08

O boxeador americano Floyd Mayweather lidera a lista da revista Forbes de famosos mais bem pagos do mundo em 2017-2018, graças à histórica luta com o irlandês Conor McGregor, que lhe rendeu US$ 285 milhões (mais de R$ 1,1 bilhão).

Em sua lista anual, divulgada nesta segunda-feira, a Forbes colocou em segundo lugar o ator George Clooney, que embolsou US$ 239 milhões (R$ 924 milhões) após vender a marca de tequila Casamigos à empresa de bebidas Diageo.

Com US$ 166,5 milhões (R$ 643 milhões), Kylie Jenner, personalidade da televisão e empreendedora, ficou em terceiro no geral e em primeiro entre as mulheres e as mais jovens da lista, aos 20 anos.

A Forbes destacou que nos últimos 12 meses os famosos ganharam mais do que em exercícios anteriores, e alguns mais do que outros: todos somam US$ 6,3 bilhões antes de impostos, um aumento de 22% com relação ao ano passado, e além disso, 11 pessoas superaram a barreira dos US$ 100 milhões.

A quarta posição é ocupada, com US$ 147 milhões, por Judy Sheindlin, que atua em Judge Judy, um programa de televisão que está no ar nos EUA há 22 temporadas, e que recentemente vendeu por US$ 100 milhões sua "biblioteca" de episódios à emissora CBS.

Mais reconhecido fora das fronteiras desse país é o rosto de Dwayne Johnson, ator conhecido como "The Rock", que ingressou US$ 124 milhões nos últimos 12 meses graças a filmes como Jumanji: Bem-vindo à Selva.

Johnson é seguido por dois célebres grupos de música que viajaram pelo mundo com grandes turnês: em sexto lugar está a irlandesa U2 (US$ 118 milhões), que, além disso, lançou um novo álbum; e a britânica Coldplay (US$ 115,5 milhões).

Completa a lista dos primeiros dez famosos o cantor Ed Sheeran, que figura em nono, com US$ 110 milhões, e em meio a duas grandes celebridades do terreno esportivo: o jogador argentino Lionel Messi e o português Cristiano Ronaldo.

Messi, que aparece em oitavo, obteve US$ 111 milhões, entre salário e contratos publicitários, enquanto Ronaldo, que aparece em décimo, arrecadou US$ 108 milhões.

Não muito longe deles, no posto 13 aparece o brasileiro Neymar, jogador do Paris Saint-Germain, que ingressou US$ 90 milhões e se situa atrás de Conor McGregor (US$ 99 milhões).

McGregor arrecadou toda essa quantia graças ao duelo de 2017 com Mayweather, o que lhe valeu um cheque de US$ 85 milhões, além de lucro por contratos publicitários.

Também integram a seleção da Forbes artistas do mundo musical, desde Bruno Mars (US$ 100 milhões) e Taylor Swift (US$ 80 milhões) até o grupo Red Hot Chili Peppers (US$ 54 milhões), o DJ Calvin Harris (US$ 48 milhões), passando por Jennifer Lopez (US$ 47 milhões).

Também estão presentes outras familiares de Kylie Jenner, a quem a Forbes considerou a "bilionária própria mais jovem da história" ao dar conta da sua fortuna total, que ascende a US$ 900 milhões e que foi gerada em cerca de três anos.

Já a mais famosa das Kardashian, Kim, também empresária de cosméticos após uma década de "reality show", ingressou US$ 67 milhões no último ano, enquanto sua mãe, Kris Jenner, cérebro de Keeping Up with the Kardashians e manager das irmãs, ganhou US$ 37,5 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.