Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Gazeta celebra os 70 anos de Cásper Líbero

As empreguetes abriram caminho e a Globo volta a apostar no bom efeito de ações casadas entre TV e internet. O capítulo de hoje de Sangue Bom reserva para as duas telas o lançamento do clipe do Famosinho da Casa Verde/Filipinho - que só será visto na íntegra na web.

Cristina Padiglione, O Estado de S.Paulo

25 de maio de 2013 | 02h07

Em Sangue Bom, Julia/Carolinie Figueiredo postará o clipe na internet e haverá um vazamento simultâneo em www.omexerico.com, o site de fofocas da novela que foi criado de fato para o alcance dos telespectadores.

Interatividade também é coisa na ordem do dia na Fundação Padre Anchieta. O canal Rá-Tim-Bum lança em junho três jogos em formato de aplicativo: Bolhas, game que busca um personagem secreto envolto em bolha de sabão; Tipo, um angry birds entre símbolos do canal, e Realidade Aumentada, que cria a ilusão de perspectiva em 3D.

Ainda na TV Rá-Tim-Bum: para junho, está prevista a estreia do blog do Geninho, desenho que se desdobra em site, com dicas da programação, videoclipes e curiosidades da internet.

Oitenta anos após a morte do pai, morto a tiros no Rio, Ariano Suassuna - na época com 3 anos - disse a Geneton Moraes Neto que está quase pronto para perdoar os assassinos. É entrevista que vai ao ar dia 15, na Globo News, às 21h05.

"Queria ter aplauso e a sensação de que aquilo valia a pena". Assim Gilberto Gil explicou ao Viva o Sucesso - no ar quarta, 21 h, pelo canal Viva -, por quê foi trabalhar com política. "Quero fazer coisas com as quais as pessoas se identifiquem, que beneficie a vida delas."

É Philos, com "Ph", e não Filos, como esta coluna equivocadamente grafou, o nome do canal premium distribuído pelo Now, da Net, que agora vira TV everywhere, acessado por dispositivos móveis.

Convidada da 2ª edição do projeto Memória do Esporte Olímpico Brasileiro, obra do Instituto de Políticas Relacionais (IPR) e da ESPN Brasil, Laís Bodanzky filma com Daiane dos Santos o documentário Mulheres Olímpicas, que estreia em agosto.

Uma série de nove vinhetas de 45 segundos cada ocupará os intervalos da TV Gazeta a partir de 2ª feira, recuperando o legado de Cásper Líbero para a imprensa no Brasil. O Dossiê Cásper Líbero celebra os 70 anos, a se completarem em 2014, do homem que batiza a fundação mantenedora do canal. A série adota figurino e elementos de época para mostrar a criação dos jornais A Gazeta e A Gazeta Esportiva, da Rádio Gazeta AM e da Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero, além do incentivo aos esportes, com destaque para a Corrida de São Silvestre. E poderá ser vista também pelo hotsite www.fcl.com.br/dossiecasper, com cenas extras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.