Gary Glitter volta a Londres após cumprir pena por abuso sexual

O cantor britânico Gary Glitter, queacaba de cumprir três anos de prisão no Vietnã por abuso sexualinfantil, retornou a Londres na sexta-feira depois de nãoconseguir encontrar refúgio na Ásia. Famoso nas décadas de 1970 e 1980 por canções como "Hello,Hello, I'm Back Again" e "I'm the Leader of the Gang (I Am)",Glitter chegou ao aeroporto de Heathrow vindo de Bangcoc, em umvôo da Thai Airways. Ele foi recebido pela polícia e levado sob escoltapolicial, sob os flashes de uma multidão de paparazzi. Em audiência realizada num tribunal nos arredores deLondres, horas após sua chegada, Glitter foi obrigado a assinarum registro de criminosos sexuais -- uma lista de pedófiloscondenados mantida pela polícia. Seu advogado, David Corker, disse que será possível apelarcontra a decisão do tribunal. Corker disse a jornalistas: "Ele (Glitter) me falou que seujulgamento no Vietnã -- país condenado por praticamente todasas organizações de justiça e direitos humanos como sendo umsistema de justiça injusta e julgamentos políticos -- foi umafarsa, uma paródia da justiça." "Ele não teve um julgamento justo, e no momento devido issoserá tratado com maiores detalhes." Gary Glitter, 64 anos, foi libertado da prisão no Vietnã naterça-feira, depois de cumprir quase toda sua sentença de trêsanos. Ele embarcou em seguida para Bangcoc, de onde fariaconexão para Londres, mas não embarcou no avião para Londres,alegando estar com problemas cardíacos e nos ouvidos. Ele passou quase 24 horas perambulando pelo aeroporto deBangcoc, apesar de ter sido declarado persona non grata naTailândia. Em seguida, embarcou para Hong Kong, mas asautoridades chinesas não autorizaram sua entrada no país.Depois de retornar a Bangcoc, foi posto no vôo para Londres. A mídia britânica especula que o cantor, cujo nome real éPaul Gadd, tentou evitar retornar à Inglaterra por temer arecepção negativa que teria. Desde que foi solto, cadamovimento seu vem sendo acompanhado por fotógrafos de tablóidesbritânicos. As fotos feitas dele mostram uma figura pálida e magrausando longo cavanhaque branco, com o rosto parcialmenteescondido por um boné de beisebol e um lenço xadrez envolvendoseu pescoço. Apesar de sua antiga fama na Grã-Bretanha, onde teve maisde 25 singles de sucesso, Glitter foi totalmente rejeitado nopaís depois de ser condenado ali em 1999 por fazer download demilhares de fotos de pornografia infantil em seu computadorpessoal. Depois disso, ele deixou o país e mudou-se para o Camboja,onde viveu vários anos antes de ser colocado numa lista negra,novamente por acusações sexuais. Ele se mudou para o Vietnã,onde foi preso em 2005 e acusado de abusar sexualmente de duasmeninas. Ele se declarou inocente, mas foi condenado e, em março de2006, sentenciado a três anos de prisão. Embora já tenha cumprido pena por seus crimes, a mídiabritânica não o poupou de críticas. Antes de seu retorno, o tablóide The Sun anunciou o retornoao país do "popstar pervertido", e o The Mirror publicou umamanchete dizendo: "Aviso: este homem vil vai desembarcar naGrã-Bretanha hoje", ao lado de uma foto de Glitter rindo.

LUKE BAKER, REUTERS

22 de agosto de 2008 | 13h44

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEGARYGLITTERLONDRES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.