Garota de 14 anos é best-seller na Europa

Depois de um tempo ensaiando escrever histórias que nunca terminava, Flavia Bujor decidiu que estava na hora de fazer uma por inteiro. Então, aos 12 anos, fez logo um romance. Nascida na Romênia, ela tinha apenas 14 quando A Profecia das Pedras foi publicado pela primeira vez, na França, onde vive. Desde então, o romance vendeu 20 mil cópias na França e na Itália e mais de 30 mil na Alemanha. Para o lançamento nos Estados Unidos, na semana passada, foram impressos 65 mil exemplares.No Brasil, o livro foi publicado no ano passado pela Planeta e já vendeu cerca de 3 mil exemplares, um bom número para os padrões do País. A editora, que tem um estande na Bienal do Livro de São Paulo, espera aumentar as vendas de A Profecia... durante o evento, que termina no domingo.Originalmente escrito em francês, o best-seller teve seus direitos vendidos para mais de 20 editoras de todo o mundo e conta a história de Jade, Âmbar e Opala, três meninas que, no dia em que fazem 14 anos, precisam deixar suas famílias no Reino, terra distante onde vivem, para cumprir o que lhes reserva uma antiga profecia. Muito diferentes entre si, elas precisam se manter unidas para sobreviver, usando os poderes mágicos das pedras preciosas que inspiram seus nomes. Enquanto isso, em Paris, outra menina da mesma idade, Joa, luta para sobreviver numa cama de hospital, onde sua única saída é sonhar com a história das três jovens heroínas.O sucesso mundial não fez Flavia mudar sua vida. Agora com 15 anos, ela continua indo à escola e passando tempo com os amigos. Só promove o livro em feriados e guarda todo o dinheiro que ganha com as vendas para pagar a faculdade.A Profecia das Pedras - De Flavia Bujor. Tradução de Amanda Strausz. Editora Planeta do Brasil, 352 páginas, R$ 34,00.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.