Garfield faz 25 anos rico e ainda preguiçoso

Quando inventou o gato mais preguiçoso e ranzinza da história dos quadrinhos, Jim Davis tinha a pretensão de chegar a publicar as tiras de Garfield em no máximo 300 jornais. O número pode parecer alto para seus colegas cartunistas brasileiros, mas é apenas regular nos Estados Unidos. Davis, hoje com 57 anos, não imaginava que o gato laranja alcançaria 25 anos sendo publicado em 2.750 jornais em muitos países do mundo.Garfield completa seu primeiro quarto de século no topo de um império. Sua imagem, assim como a do cão Oddie e de seu dono Dave, aparecem em produtos licenciados para 111 países. A quase onipresença do personagem rende à Paws Inc., o estúdio de Jim Davis, a fábula de US$ 750 milhões anuais. "O grande plano era fazer a tira por alguns anos, conseguir entre 100 e 300 jornais, que me garantissem a sobrevivência. Mesmo hoje, com 300 jornais estaria feliz", diz Davis. A presença mundial de Garfield, como qualquer um percebe, não se resume às páginas de quadrinhos dos jornais. São bonecos, posterês, camisas, calendários e uma lista interminável de outros produtos, encabeçada pelas conhecidas canecas. As canecas, aliás, foram o primeiro passo de Garfield fora das tiras de três quadrinhos. Pessoas pediam a Jim Davis para desenhar um Garfield em suas canecas de café, e daí nasceu a idéia. "Tive um insight e percebi que Garfield tema coragem de dizer coisas que as pessoas não têm. Eles não querem dizer que odeiam as segundas-feiras, mas teriam uma caneca de café em que Garfield diz isso", explica Davis. A franqueza de Garfield, que adentra pelo mau humor com freqüência, está mesmo na raiz do sucesso. O livro retrospectivo lançado por Davis este ano para comemorar a data é um resumo de tudo: Garfield at 25: In Dog Years, I?d Be Dead. Se fosse um amigável cãozinho em vez de um felino mordaz, talvez tivesse mesmo ficado pela estrada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.