Arquivo
Arquivo

García Márquez nega boato de que vai parar de escrever

Boato de que Nobel de Literatura deixaria de escrever surgiu após declaração de uma agente literária

Reuters,

05 de abril de 2009 | 13h51

O escritor colombiano Gabriel García Márquez, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura em 1982, negou os boatos de que não voltará a escrever. "Não só não é verdade, como a única verdade é que não faço outra coisa na vida a não ser escrever", disse o escritor ao jornal El Tiempo.

 

O boato de que García Marquez deixaria de escrever surgiu de uma declaração da agente literária, Carmen Balcells, uma das mais atuantes no meio literário de língua espanhola. "Acho que García Márquez não voltará a escrever nunca mais", disse Balcells em entrevista ao jornal chileno La Tercera, na qual assegurou que o escritor representava 36,2 % do faturamento de sua agência literária.

 

O escritor Gerald Martin, autor da única biografia autorizada de García Márquez, concordou com Balcells. "Eu também acho que (García Márquez) não escreverá mais livros, mas isso não me parece lamentável. Como escritor, foi seu destino ter uma trajetória literária totalmente coerente", declarou Martin.

 

No mês passado, durante a Feira do Livro de Guadalajara, no México, o autor de Cem Anos de Solidão chegou a declarar que "escrever livros dá trabalho".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.