Galeria expõe jóias da gravura brasileira

A Nóbrega Antiquário e Galeria de Arte abre hoje a exposição Mapas e Gravuras dos Séculos XVI a XIX, organizada pelo proprietário do espaço, o antiquário Claudino Nóbrega. Cerca de 50 mapas e 30 gravuras compõem uma coleção de imagens ilustrativas do Brasil Colônia e do Império. Entre as imagens mais curiosas e raras da exposição, está uma série de gravuras de Theodori De Bry feitas em 1592 que reproduzem o holandês Hans Staden prisioneiro de índios tupinambás. Outras importantes visões sobre o Brasil presentes na exposição são gravuras de Rugendas, feitas através da Expedição Langsdorff no século 19, e de Debret, que compôs um vasto tratado de imagens sobre a sociedade brasileira do Império. As obras estarão à venda, com preços entre R$ 500 e R$ 5 mil. A exposição vai até 6 de abril.Mapas e Gravuras dos Séculos XVI a XIX - Nóbrega Antiquário e Galeria de Arte: Rua Padre João Manuel, 1.231, Jardins, tel.: 3068-9388.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.