Galeria de NY abre ação para reaver tela roubada de Warhol

Movida pela Martin Lawrence, ação pede que Jason Beltrez, que levou a tela à Christie's, a devolva à galeria

EDITH HONAN, REUTERS

06 Fevereiro 2008 | 14h32

Uma pintura de Andy Warhol roubada de uma galeria de arte de Manhattan uma década atrás reapareceu na casa de leilões Christie's, e a galeria abriu na terça-feira uma ação para reaver a tela. A obra, uma das duas telas Dollar Sign criadas por Warhol em 1981, vale pelo menos 100 mil dólares, segundo a ação. Outra Dollar Sign foi vendida por 4,5 milhões de dólares em um leilão da Christie's em 2006. Movida pela Galeria Martin Lawrence, a ação pede que Jason Beltrez, que entregou a tela à Christie's, a devolva à galeria, mas não pede indenização em dinheiro. A Christie's, que concordou em guardar a obra até seu proprietário correto ser identificado, também é citada na ação, mas "unicamente como parte interessada" no assunto. A pintura foi uma das duas telas "Dollar Sign" roubadas da galeria em 1998. A galeria registrou boletim de ocorrência policial na época e entrou em contato com o Registro de Perdas de Arte, que mantém um banco de dados de obras perdidas ou roubadas em todo o mundo. Em 2007, depois de Beltrez vir à tona com o quadro, a Christie's contatou o Registro, que confirmou tratar-se da mesma tela roubada da galeria SoHo, disse Chris Marinello, advogado da instituição.

Mais conteúdo sobre:
ARTE WARHOL ROUBADO

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.