Galeria de Nova York expõe obras do mexicano Orozco

A galeria Maya Stendhal, em Nova York, exibirá, a partir de amanhã, a mostra José Clemente Orozco: Pinturas, Desenhos, Gravuras, que reúne mais de 50 pinturas, desenhos e gravuras do mexicano José Clemente Orozco, considerado um dos "três grandes" do movimento muralista de seu país, junto com Diego Rivera e David Alfaro Siqueiros. "São mais de 50 obras raramente vistas, que incluem os últimos 20 anos de sua carreira artística, dos anos 20 até os anos 40", informaram porta-vozes da galeria. "Orozco dedicou a sua vida a pintar milhares de metros quadrados de afrescos em muros de universidades e monumentos culturais e, por isso, a sua obra de cavalete é escassa. Encontrá-la exposta em galerias é extremamente raro. Essa exposição é uma oportunidade excepcional para ver e adquirir obras autênticas", explicou o filho do artista, Clemente Orozco Valladares.As obras expostas foram produzidas no final da vida de Orozco e por isso revelam as últimas fases evolutivas de sua obra. As pinturas da série Teules (Seres fabulosos) incluem Máscara com Jades (1947) e Caveira com Plumas (1947), que são uma reflexão sobre a conquista espanhola. A mostra José Clemente Orozco: Pinturas, Desenhos, Gravuras será inaugurada amanhã e estará aberta para visitas até 3 de junho.

Agencia Estado,

26 de abril de 2006 | 15h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.