Galáxia de estrelas Michelin espera doações em jantar

Pense em caviar, lagosta, o ambienteluxuoso de Versalhes e as delícias gastronômicas somadas de 40estrelas Michelin. É essa a recompensa que aguarda 60 pessoas dispostas a doaro equivalente ao preço de um carro pequeno à organizaçãobeneficente IFRAD, que faz pesquisas sobre o mal de Alzheimer. O primeiro "jantar dos chefs" (www.thedinnerofthechefs.com)será estrelado por 17 chefs, em sua maioria franceses, que vãopreparar para os convidados 15 pratos no jantar de 17 desetembro no Grand Trianon, parte do palácio de Versalhes. Os convidados selecionados pagarão cerca de 17 mil euros(26.330 dólares) cada em doações. Os chefs vão trabalhargratuitamente. O organizador do evento, René-Julien Pratz, disse que aentidade pode contar em receber cerca de 30 por cento dareceita -- já deduzidos os custos -- do evento, que devetornar-se anual. O jantar não terá a participação de superastros culinárioscomo Alain Ducasse ou Paul Bocuse, mas estarão presentes osirmãos Jacques e Laurent Pourcel, Eric Fréchon, Alain Passard,Michael Bras e Sebastien Bras. Também vão colaborar o chef britânico Gordon Ramsay, querecentemente abriu um restaurante em Versalhes, e onorte-americano Ken Hom, que popularizou a cozinha chinesaentre os chefs amadores ocidentais. Outro a dar sua colaboração será o melhor sommelier de2007, o sueco Andreas Larsson, e o "rei das sobremesas"Christophe Michalak, que trabalha no restaurante Plaza Athenée,de Ducasse. Ainda não se sabe exatamente quais serão os pratosservidos. Alguns dos chefs vão administrar e coordenar oevento, enquanto outros cozinham. Mas já foram escolhidosmuitos dos ingredientes, como o caviar, a lagosta, os frangosde Bresse, as raízes e as maçãs. Numa coletiva de imprensa dada para divulgar o evento,Laurent Pourcel -- que, juntamente com seu irmão, dirige orestaurante Jardin des Sens (jardim dos sentidos), emMontpellier, sul da França -- disse que ainda não sabe o quevai preparar. "Mas idéias nunca nos faltam", disse ele. Juntos, os chefs pretendem preparar um jantar inesquecívelpara os poucos felizardos que tiverem condições de participar-- e, de quebra, ajudar as pesquisas sobre a doença deAlzheimer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.