Teca Lamboglia
Teca Lamboglia

Gal canta Milton Nascimento em nova turnê; veja mais opções para o fim de semana

Programação inclui ainda show inédito de Sidney Magal, 2.ª edição do NaLata Festival de Arte Urbana e 4ª Mostra de Dança do Itaú Cultural; confira

Danilo Casaletti, Especial para o Estadão

29 de outubro de 2021 | 05h00

Gal Costa está de show novo. A turnê As Várias Pontas de Uma Estrela – nome de uma canção de Milton Nascimento – faz sua estreia neste fim de semana na capital paulista. E, como o nome indica, Milton, que recentemente completou 79 anos, é um dos fios condutores do show. A produção faz certo mistério em relação ao repertório, mas, segundo apurou o Estadão, haverá sete canções do compositor, entre músicas que Gal já gravou e outras inéditas em sua voz.

Entre as candidatas estão Fé Cega, Faca Amolada, lançada no disco coletivo dos Doces Bárbaros, e o sucesso Paula e Bebeto, parceria de Milton com Caetano que Gal gravou no álbum Água Viva, de 1978. Nesse mesmo disco ainda há a mais desconhecida Cadê, parceria dele com o cineasta Ruy Guerra.

O universo de Milton também será abordado. Por isso, Gal cantará músicas de outros compositores, como Beto Guedes, um dos companheiros do músico no Clube da Esquina.

Sucessos de Gal também estarão no show, com uma atenção especial a músicas que ela gravou nos anos 1980, como Sorte e Açaí. Parte delas foi mostrada nas últimas duas lives da cantora, na qual ela surpreendeu o público ao cantar A História de Lily Braun e Esotérico.

No palco, Gal estará acompanhada pelo trio formado por Fábio Sá (baixo elétrico e acústico), André Lima (teclados) e Victor Cabral (bateria e percussão), o mesmo tocou com ela na última live, realizada há pouco mais de um mês. 

Sáb. (30), 21h; dom. (31), 20h. Teatro Bradesco. Bourbon Shopping. R. Palestra Itália, 500, Perdizes. R$ 60/R$ 200. bit.ly/galnovoshow

Me chama que eu vou

O cantor Sidney Magal mostra neste fim de semana, no Tom Brasil, o show inédito Rádio do Magal, no qual canta sucessos de diversas épocas, passando pela jovem guarda e o samba-rock. A ideia é fazer o público dançar ao som de sucessos que povoaram a programação das rádios ao longo dos anos. Hits inesquecíveis de sua carreira, como Sandra Rosa Madalena, Meu Sangue Ferve por Você, Tenho e Me Chama que Eu Vou –, todos eles, claro, impulsionados pelas rádios –, também estarão no repertório. Segundo a casa, a compra das mesas deverá ser feita por pessoas do mesmo núcleo social.

Sáb. (30), 22h. Tom Brasil. R. Bragança Paulista, 1.281, Chácara Santo Antônio. R$ 100/R$ 260. bit.ly/showradiodomagal

40 anos de carreira

A cantora Elba Ramalho celebra 40 anos de carreira em uma live que contará com a participação de Fagner, Zeca Baleiro e Toni Garrido. Ela e os convidados vão homenagear nomes como Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro e Dominguinhos, além de cantar sucessos como Bate Coração, Banho de Cheiro e Chão de Giz. Vale lembrar que Elba e Fagner lançarão em dezembro um álbum com músicas de Gonzagão

Hoje (29), às 20 horas. Gratuito. bit.ly/liveelbaeamigos

Entre amigas

As cantoras Leila Pinheiro e Ana Costa, amigas de longa data, se unem pela primeira vez em uma apresentação. Na live Música & Amizade, elas cantarão sambas, baladas e bossas, ora do repertório de Leila, ora do repertório de Ana, como Ela é Carioca, Corcovado, Verde, Na Lida do Amor e Antiga.

Sáb. (30), 21h. R$ 30/R$ 500. bit.ly/liveleilaeana

Rock sinfônico

Dinho Ouro Preto, vocalista do Capital Inicial, é o convidado da Orquestra Rock. Sob o comando do maestro búlgaro Martin Lazarov, o show tem sucessos do Capital e clássicos do rock. 

Dom. (31), 20h. Tom Brasil. R. Bragança Paulista, 1.281, Chácara Santo Antônio. R$ 90/R$120. bit.ly/showdinhosinfonico

Museu e música

A Casa Museu Ema Klabin apresenta o show Sarabanda, pelo projeto #TardesMusicaisEmCasa. O violonista Arthur Nestrovski e a cantora Lívia Nestrovski, sua filha, interpretam obras clássicas e populares de nomes como Bach e Tom Jobim. Presencialmente, por ordem de chegada (40 lugares).

Dom. (31), 16h30. Rua Portugal, 43, Jd. Europa. Gratuito. Em: bit.ly/eklabin

Última semana

O Sesc Jazz entra em sua última semana de programação. Hoje (29), uma das apresentações é do violonista carioca Romero Lubambo, às 21h, que com seu trio irá comemorar 50 anos de carreira. No sábado (30), às 21h, o Sexteto Hurtmold e o percussionista Paulo Santos convidam o cantor Jorge Du Peixe, vocalista da Nação Zumbi. Os shows ocorrem no teatro do Sesc Pompeia com transmissão simultânea nas redes sociais do Sesc. 

R$ 20/R$ 40. bit.ly/showsescjazz

Osesp

Sob a regência do violinista barroco Luis Otavio Santos, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) apresenta suítes de Händel e Telemann e excertos da peça A Arte da Fuga, de Bach. As obras têm em comum o elemento água, um dos temas preferidos dos compositores. 

Hoje (29), 20h; sáb. (30), 16h30. Sala São Paulo. Pça. Júlio Prestes, 16, Luz. R$ 50/R$ 100. bit.ly/osespbarroca

Exposição

Pinheiros ganha galeria a céu aberto

A 2.ª edição do NaLata Festival Internacional de Arte Urbana vai até domingo (31) e deixará, no bairro de Pinheiros, onde ocorre, mais de 2 mil metros quadrados de murais e painéis pintados por 11 artistas. Entre eles, os brasileiros Verena Smit, Finok e Zeh Palito e o americano Obey, autor do famoso cartaz do ex-presidente Barack Obama. A obra do artista está localizada na Rua Teodoro Sampaio, nº 2.767.

Além dos painéis, no Largo da Batata, há uma instalação com uma torre de contêineres que foram grafitados pelos artistas Minhau, Evol, Karine Guerra e o coletivo SHN. O festival é realizado pela Agência Inhaus e tem curadoria de Luan Cardoso.

Até dom. (31). Largo da Batata, Pinheiros, Metrô Faria Lima. Grátis.

Memória

O Museu da Diversidade Sexual, em parceria com o Memorial da Resistência, traz a exposição Orgulho e Resistências: LGBT na Ditadura, sob a curadoria de Renan Quinalha. Por meio de obras literárias, cartazes de peças de teatro, músicas, filmes, fotografias, entre outros materiais censurados, além de documentos oficiais, o público verá as relações entre autoritarismo e diversidade sexual e de gênero. A exposição mostra ainda como prisões tentavam reprimir tipos sociais considerados indesejáveis. A cartunista Laerte Coutinho participa com um cartaz inédito. 

Inauguração: hoje (29), 14. Museu da Diversidade Sexual. Estação República do Metrô. 3ª a dom., 10h/18h. Gratuito.

Moda

A exposição Ema e a Moda no século XX – As Roupas e a Caligrafia dos Gestos traz 18 peças de vestuários, entre vestidos, casacos, tailleurs e trajes tradicionais chineses da colecionadora Ema Klabin. Com curadoria de Brunno Almeida Maia, a mostra conta uma breve história da moda entre os anos 1920 e 1980. 

Inauguração sáb. (30), 11h. Casa Museu Ema Klabin. R. Portugal, 43, Jd. Europa. 4ª a dom., 11h, 14h e 16h (grupos até 5 pessoas). Gratuito. Até 19/12.

Teatro

Tragédia em bar de Orlando inspira peça

Inspirada no ataque homofóbico que aconteceu em 2016 no Bar Pulse, em Orlando, nos Estados Unidos, A Golondrina, espetáculo do espanhol Guillem Clua, mostra o encontro de Ramón (Luciano Andrey), sobrevivente do atentado no bar gay, com a professora de canto Amélia (Tania Bondezan), também ligada ao acontecimento. A história dos dois se entrelaça como em um quebra-cabeça. A direção é de Gabriel Fontes Paiva e a produção, de Odilon Wagner. 

Teatro Vivo. Av. Dr. Chucri Zaidan, 2.460, Morumbi. 3ª a 5ª, 20h. R$ 30/R$ 60. Até 4/11. bit.ly/teatrogolondrina.

Comédia musical

Com versão brasileira de Anna Toledo, a comédia musical policial Assassinato para Dois conta a história de um policial (Thiago Perticarrari), que investiga um assassinato, e a personagem de Marcel Octavio, que assume o papel dos suspeitos. A direção geral é de Zé Henrique de Paula e a musical, de Fernanda Maia. 

Estreia: 3ª (2). Teatro das Artes. Shopping Eldorado. Av. Rebouças, 3.970, Pinheiros. 3ª e 4ª, 20h. R$ 70. bit.ly/teatroparadois

Mostra de Dança

A 4ª edição da Mostra de Dança do Itaú Cultural, em versão online, que neste ano tem como título Dança Agora – Movendo Tempos e Trajetórias, trará uma reflexão sobre o efeito do tempo no corpo e em suas memórias e resistências. 

Grátis. Até 14/11. bit.ly/mostradedancaitau

Palco virtual

O Arquiteto e o Imperador da Assíria, montagem do grupo Garagem 21, é uma tragicomédia que traz uma reflexão sobre o pós-guerra e o totalitarismo que culminou no confronto. A direção é de Cesar Ribeiro, com Eric Lenate (Arquiteto) e Helio Cicero (Imperador). Grátis.

Até 7/11. De 5ª a dom., 20h, pelo vimeo.com/centroculturalsaopaulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.