Gaga confirma shows no País

Cantora traz a turnê Born This Way Ball para o Rio, no dia 9 de novembro, e para São Paulo, no dia 11 de novembro

O Estado de S.Paulo

07 de agosto de 2012 | 03h10

Cerca de 160 mil pessoas verão os primeiros shows da cantora Lady Gaga no Brasil, nos dias 9 de novembro (Parque dos Atletas, no Rio de Janeiro, 22h30) e 11 de novembro (Morumbi, São Paulo, 20h30). A turnê no Brasil foi anunciada pela própria cantora pelo Twitter, ontem, e logo depois confirmada pela empresa promotora, a Time for Fun.

A turnê Born this Way Ball terá as participações de The Darkness e Lady Starlight. Os ingressos para o show carioca começam a ser vendidos a partir da meia-noite de 17 de agosto (www.toptix.com.br) e, para o show paulistano, a partir da meia-noite do dia 16 de agosto (www.ticketsforfun.com.br).

A novidade é o local do show carioca, o Parque dos Atletas (Avenida Salvador Allende, s/n°- Barra da Tijuca), o mesmo local que abrigou o Rock in Rio. O Maracanã, tradicional local de megashows no Rio de Janeiro, ainda está em obras. O preço dos ingressos variam entre R$ 180 e R$ 750; em São Paulo, variam entre R$ 190 e R$ 750.

Com a confirmação do show de Gaga, o final do ano promete um interessante confronto pop. Vinte e um dias depois de Lady Gaga, Madonna desembarca sua MDNA Tour no País para shows nos dias 1º de dezembro no Rio de Janeiro; 4 e 5 de dezembro no Estádio do Morumbi, em São Paulo; e 9 de dezembro em Porto Alegre. A hidra ambulante de Madonna é um circo pop que roda o mundo com 300 pessoas.

As duas cantoras vivem um momento de estranhamento e rivalidade. Durante seu show, Madonna ironiza a concorrente enfatizando a frase "Ela não sou eu", aludindo a suposta apropriação de sua canção Express Yourself por Gaga (em sua música Born This Way). Muita gente acredita que isso é só jogo de cena.

Segundo informou a assessoria de Lady Gaga, a Born This Way Ball, turnê do álbum Born This Way (Streamline/Konlive/Interscope), lançado em maio de 2011 e que vendeu cerca de seis milhões de cópias no mundo, já coloca a cantora como a maior receita do ano segundo levantamento parcial do site Pollstar. Este álbum sucede The Fame Monster (2009) e The Fame (2008), dois álbuns vencedores de Grammys. Juntos, The Fame e The Fame Monster venderam mais de 15 milhões de cópias e mais de 90 milhões de singles ao redor do mundo.

Gaga, que faturou US$ 52 milhões no último ano, foi rankeada como a Mulher Mais Poderosa do Mundo em 2011 pela revista Forbes e entrou na lista da revista Time de "as 100 pessoas mais influentes do mundo". Com mais de 2,2 bilhões de visitas em seus vídeos online, Lady Gaga é uma das personalidades mais procuradas no Facebook, com 53 milhões de "likes", e também é número 1 no Twitter, com quase 28 milhões de seguidores. Lady Gaga seria também a única artista da era digital a atingir 5 milhões em vendas com seus primeiros 2 hits.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.