Fundação Bienal de São Paulo anuncia lista de artistas

28.ª edição do evento tem curadoria de Ivo Mesquita e Ana Paula Cohen e começa em 26 de outubro

Da Redação, com Camila Molina, de O Estado de S. Paulo,

29 de julho de 2008 | 10h32

A Fundação Bienal de São Paulo anunciou nesta terça-feira, 29, a lista dos artistas convidados para participar da 28.ª edição do evento, que acontecerá entre os dias 26 de outubro e 6 de dezembro. A 28ª Bienal de São Paulo - Em Vivo Contato tem curadoria-geral de Ivo Mesquita e curadoria-adjunta de Ana Paula Cohen.   Esta edição da Bienal está envolta em polêmicas. A principal delas, é o fato de ser chamada de 'A Bienal do Vazio', pelo fato de ter o segundo piso do pavilhão no Ibirapuera sem obras. Outra, é que a mostra foi anunciada depois de um polêmico processo de denúncias contra a instituição, no ano passado, que teve suas contas fiscalizadas pelo Ministério Público). Ela está orçada entre R$ 8 e R$ 9 milhões.   A lista apresenta 15 nomes de artistas brasileiros (ou que vivem aqui) e grupos com integrantes nacionais - entre os estrangeiros, há bandas, coletivos, seis criadores em programa de residência.   Ainda há dúvidas quanto ao projeto de manter no piso térreo, a chamada "Praça", que prevê a retirada das paredes de vidro para que o pavilhão fique totalmente aberto para o Ibirapuera para ser o local "do tempo social e presente". Mas não se sabe, por uma questão de custo ou de segurança, se isso será possível.   A presença do vídeo e do cinema será forte. No primeiro piso estará o Video Lounge, com filmes selecionados por Wagner Morales. Ao mesmo tempo, Gustavo Moura vai fazer edições de imagens, palestras e atividades captadas durante o evento.   Outro projeto nesse campo é o Archivo Abierto, com seleção feita por Isabel García de vídeos que documentam as ações de artistas no Chile dos tempos da ditadura. Já extravasando o prédio, talvez o projeto do Cinema Capacete também ocorra "numa casa modernista e numa sala de cinema", diz a curadora.   Confira abaixo a lista completa de artistas e projetos especiais:   Artistas Alexander Pilis (Rio de Janeiro, Brasil, 1954. Vive em Barcelona) Allan McCollum (Los Angeles, EUA, 1944. Vive em Nova York) Ângela Ferreira (Maputo, Moçambique, 1958. Vive em Lisboa) Armin Linke (Milão, Itália, 1966. Vive em Milão) assume vivid astro focus (Formado em 2000. Baseado em Nova York e Paris) Carla Zaccagnini (Buenos Aires, Argentina, 1973. Vive em São Paulo) Carlos Navarrete (Santiago, Chile, 1968. Vive em Santiago) Carsten Höller (Bruxelas, Bélgica, 1961. Vive em Estocolmo) Cristina Lucas (Jaén, Espanha, 1973. Vive em Madri) Dora Longo Bahia (São Paulo, Brasil, 1961. Vive em São Paulo) Eija-Liisa Ahtila (Hämeenlinna, Finlândia, 1959. Vive em Helsinque) Erick Beltrán (Cidade do México, México, 1974. Vive em Barcelona) Fernando Bryce (Lima, Peru, 1965. Vive em Berlim) Fischerspooner (Formado em Nova York, EUA, 1998. Vivem em Nova York) Gabriel Sierra (San Juan de Nepomuceno, Colômbia, 1975. Vive em Bogotá) Goldin+Senneby (Formado em Estocolmo, Suécia, 2004. Vivem em Estocolmo) Iran do Espírito Santo (Mococa, Brasil, 1963. Vive em São Paulo) Israel Galván (Sevilha, Espanha, 1973. Vive em Sevilha) Javier Peñafiel (Zaragoza, Espanha, 1964. Vive em Barcelona) João Modé (Resende, Brasil, 1961. Vive no Rio de Janeiro) Joan Jonas (Nova Iorque, EUA, 1936. Vive em Nova York) Joe Sheehan (Nelson, Nova Zelândia, 1976. Vive em Wellington) Leya Mira Brander (São Paulo, Brasil, 1976. Vive em São Paulo) Los Super Elegantes (Formado em San Francisco, EUA, 1995. Vivem em Los Angeles) Mabe Bethônico (Belo Horizonte, Brasil, 1966. Vive em Belo Horizonte) Marina Abramovic (Belgrado, ex-Iugoslávia, 1946. Vive em Nova York) Matt Mullican (Santa Mônica, EUA, 1951. Vive em Nova York) Maurício Ianês (Santos, Brasil, 1973. Vive em São Paulo) Mircea Cantor (Oradea, Romênia, 1977. Vive em Paris) Nicolás Robbio (Mar Del Plata, Argentina, 1975. Vive em São Paulo) O Grivo (Formado em Belo Horizonte, Brasil, 1990. Vivem em Belo Horizonte) Paul Ramirez Jonas (Pomona, EUA, 1965. Vive em Nova York) Peter Friedl (Oberneukirchen, Áustria, 1960. Vive em Oberneukirchen) Rivane Neuenschwander (Belo Horizonte, Brasil, 1967. Vive em Belo Horizonte) Rodrigo Bueno (São Paulo, Brasil, 1967. Vive em São Paulo) Rubens Mano (São Paulo, Brasil, 1960. Vive em São Paulo) Sarnath Banerjee (Calcutá, Índia, 1972. Vive em Nova Délhi) Sophie Calle (Paris, França, 1953. Vive em Paris) Valeska Soares (Belo Horizonte, Brasil, 1957. Vive em Nova York) Vasco Araújo (Lisboa, Portugal, 1975. Vive em Lisboa)   Projetos especiais Archivo Abierto - Centro de Documentación de las Artes, Centro Cultural Palacio la Moneda (Santiago, Chile) CINEMA CAPACETE (Rio de Janeiro, Brasil) Ivaldo Bertazzo (São Paulo, Brasil) Weightless Days (Ângela Detanico & Rafael Lain [Brasil], Megumi Matsumoto & Takeshi Yazaki [Japão], Dennis McNulty [Irlanda]).

Tudo o que sabemos sobre:
28.ª Bienal de São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.