Funcionários de Clinton protestam contra minissérie da ABC

Funcionários da administração Clinton enviaram uma carta ao diretor geral da Walt Disney, dona da ABC, queixando-se de erros na minissérie "O Caminho ao 11 de setembro", afirmando que o drama é repleto de erros. A controversa minissérie "O Caminho ao 11 de setembro" dramatiza acontecimentos durante uma década até os atentados contra as torres gêmeas se concretizarem. Ela mostra que os responsáveis por manter a nação segura fracassaram de maneira monumental. O documento enviado à produtora afirma que há "erros terríveis" na minissérie e pede que o programa, que é televisionado aos domingos e segundas-feiras, corrija os erros ou cancele sua reprodução. Os responsáveis pela minissérie apontaram que algumas mudanças podem ser feitas."O conteúdo deste drama é está incorreto e a ABC tem o dever de corrigir todos erros. É obsceno corromper o público americano sobre uma das tragédias mais horrendas já enfrentadas pelo país", diz o documento. A carta aponta cenas mostradas pela produção que nunca aconteceram. "A ABC está promovendo a minissérie como uma dramatização de um fato histórico, mas eles estão reinterpretando o fato para milhões de espectadores", diz o documento assinado por Madeleine K. Albright e Bruce R. Lindsey.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.