Funcionários da BBC iniciam greve de 48 horas

Os funcionários da emissora britânica BBC deram início na sexta-feira à primeira de duas paralisações de 48 horas em protesto contra as mudanças no esquema de aposentadorias da estatal.

REUTERS

05 de novembro de 2010 | 16h51

A emissora, sustentáculo do rádio e da televisão britânica, foi forçada a exibir programas gravados em diversos de seus canais. O programa de notícias Today, da Radio 4, foi um dos cancelados.

A BBC é financiada por um tributo imposto a todas as residências e o seu financiamento sofreu cortes pelo arrocho do governo sobre os gastos públicos, com o objetivo de conter um déficit orçamentário recorde.

"A BBC propôs cancelar os atuais arranjos sobre pensão e substituí-los por um esquema de aposentadoria que prevê que os funcionários paguem contribuições maiores e trabalhem durante mais tempo e recebam menos na aposentadoria", disse o Sindicato Nacional dos Jornalistas, que representa 4.100 funcionários da BBC, em um comunicado.

"Como resultado disso, os membros do SNJ ficaram sem opção a não ser a de fazer greve para defender o seu futuro financeiro."

(Reportagem de Matt Falloon)

Tudo o que sabemos sobre:
MIDIABBCGREVE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.