Frida Kahlo é destaque em leilão

VISUAIS

Tonica Chagas, De Nova York, O Estado de S.Paulo

28 de maio de 2010 | 00h00

Sobrevivente, pequena raridade da mexicana Frida Kahlo, óleo sobre tela pintado em 1938, quase decuplicou a maior estimativa pela qual foi oferecida pela primeira vez no mercado, saindo por US$ 1.178.500, o maior preço no leilão de arte latino-americana realizado na Christie"s de Nova York, anteontem à noite. O quadro foi adquirido pela mesma pessoa que pagou cerca de US$ 4 milhões para arrematar nove obras no evento. Entre os lotes com obras de artistas brasileiros, destacou-se Relief N.º 188 (1967), construção monocromática de madeira que Sergio Camargo produziu em Paris. Com estimativa entre US$ 500 mil e US$ 700 mil, a peça foi vendida por US$ 626,5 mil. /

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.