Frankfurt pode perder sua Feira do Livro

A maior e mais importante feira de livro de todo o mundo pode mudar de cidade. De acordo com a agência de notícias EFE, o diretor da Feira de Frankfurt, Volker Neumann, estuda a possibilidade de mudar sua sede para Munique, cidade que teria feito boas propostas para receber o evento. Segundo a EFE, Neumann acredita que a feira poderia receber novo impulso com a troca de cidades, ambas na Alemanha, e poderia ainda deixar seu atual pavilhão, que ele classificou como "antiquado".Neumann negou, porém, que esteja considerando uma nova sede para a feira apenas para pressionar o setor hoteleiro de Frankfurt. No ano passado, ele afirmou que os "preços estratosféricos" praticados pelos hotéis foram um "problema" para a feira, que, somado à concentração do mercado editorial e à desaceleração mundial da economia, provocou a queda no número de participantes. Este ano em sua 55.ª edição, a feira acontece de 8 a 13 de outubro. São esperados cerca de 6,7 mil exibidores, de mais de 100 países. O país homenageado será a Rússia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.