França: Maalouf na academia

O escritor franco-libanês Amin Maalouf, Príncipe das Astúrias das Letras, foi eleito ontem como novo membro da Academia Francesa. Com a decisão, o autor vai ficar com a vaga do antropólogo Claude Lévi-Strauss, que morreu em outubro de 2009. Segundo o jornal francês Le Monde, Maalouf, autor de Leão, o Africano, foi escolhido em primeira votação. Ele já havia concorrido a uma vaga de imortal na literatura francesa em 2004. No ano de 2007, ele também foi cogitado a ocupar um posto, mas desagradou aos diretores da academia após declarar seu apoio a uma manifestação a favor da morte da francofonia.

Efe, O Estado de S.Paulo

24 Junho 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.