França lança calendário com atletas de rúgbi seminus

Jogadores de rúgbi viraram celebridades no país depois da criação do 'Deuses do Estádio'

Daniela Fernandes, BBC

12 de setembro de 2007 | 06h58

Chegou às lojas francesas o aguardado calendário de 2008 com fotos de vários jogadores da seleção francesa de rúgbi seminus em poses sensuais. A edição do ano passado vendeu 200 mil exemplares. Agora já em sua 8ª edição, o calendário "Deuses do Estádio" tem se consolidado em uma importante ferramenta para promover o rúgbi no país. Este ano o calendário está chamando grande atenção principalmente por estar sendo lançado no início da Copa do Mundo de rúgbi, que está sendo disputada justamente na França. O calendário 2008 foi realizado pelo fotógrafo de moda norte-americano Steven Klein e tem como tema "acorrentados à bola". O ensaio fotográfico que coloca em evidência os músculos dos jogadores franceses foi feito no pavilhão de música do Castelo da condessa du Barry em Louvenciennes, nos arredores de Paris. A nova edição é considerada mais "comportada" do que a do ano passado, cujas fotos feitas pelo italiano Mariano Vivanco, que exibiam um pouco mais a "intimidade" dos jogadores, criaram um debate sobre o fato que os "Deuses do Estádio" estariam indo longe demais. "O rúgbi mudou sua imagem para se tornar um esporte de glamour e seduzir as mulheres", escreve o jornalista esportivo David Reyrat, do jornal Le Figaro. "Durante muito tempo, a imagem dos jogadores de rúgbi se resumiu a de um homem bruto pouco atraente. O golpe de mestre para mudar isso ocorreu com o calendário ''Deuses do Estádio''", afirma Reyrat. Com a publicação, surgiram os primeiros "ícones" de beleza, que passaram também a aparecer em revistas populares que comentam sobre a vida de artistas e personalidades, diz o jornalista esportivo. "As mulheres passaram a ver os jogadores como playboys, como atletas com músculos, e não mais como uma espécie de urso", afirma Max Guazzini, presidente do clube de rúgbi Stade Français, que publica o calendário. Segundo o instituto Mediamétrie, 32% dos espectadores do último Torneio das Seis Nações, importante campeonato de rúgbi, eram mulheres. A publicação também faz muito sucesso na França entre os homossexuais, como afirmam representantes de livrarias especializadas. O calendário, dividido em quinzenas, apresenta 33 poses individuais ou coletivas dos jogadores.   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.