França adota entrada grátis em museus nacionais

Os museus nacionais da França, entre eleso Louvre, em Paris, vão começar a oferecer entrada grátis, numaexperiência para popularizar a cultura. "Os museus franceses estão prontos para receber maisvisitantes, e esperamos atrair um público novo, especialmentejovens ... é uma questão de dinheiro para algumas pessoas",disse Christine Andre, assessora do órgão do Ministério daCultura que cuida dos museus. Até o dia 30 de junho, alguns museus nacionais vão oferecerentrada absolutamente grátis para suas coleções permanentes, eoutros vão oferecer entrada gratuita para pessoas com menos de26 anos, uma noite por semana. Os turistas estrangeiros também serão beneficiados, mas oobjetivo é atrair a população local para os 18 museus, como oCentro Pompidou e o Quai Branly em Paris, e o Museu da Marinhaem Toulon. "Se os franceses começarem a ver filas diante dos museus,vão começar a pensar: ei, os estrangeiros estão aproveitando --seremos burros se não aproveitarmos também", disse ela. Em Paris, museus como o Louvre vendem a maior parte de seusingressos para estrangeiros. Clarisse Vangucht, 30, da cidade francesa de Lille, quevisitava o Louvre na sexta-feira, disse gostar do esquema, masquestionou quem vai pagar. "Já vou a museus com frequência,mas, se eles forem de graça, melhor. Mas isso vai atrair ummonte de turistas que não pagam impostos ... de onde vai vir odinheiro?" Andre afirmou que o prejuízo de cerca de 320 milhões dedólares com o fim da venda de ingressos seria compensado peloscofres públicos e por doadores particulares. A Grã-Bretanha adotou o acesso totalmente gratuito aosmuseus nacionais em 2001. No primeiro ano, houve um aumento de62 por cento no número de visitantes.

BRIAN ROHAN, REUTERS

04 de janeiro de 2008 | 15h20

Tudo o que sabemos sobre:
ARTEMUSEUFRGRATIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.