Framboesa de Ouro premia Eddie Murphy e Lindsay Lohan

Eddie Murphy e Lindsay Lohan foram os grandes vencedores da 28ª edição do Framboesa de Ouro, prêmio satírico que é entregue aos piores do ano no cinema americano. A antipremiação acorreu no sábado no Abracadabra Theatre, em Santa Monica, depois de apurados mais de 750 votos vindos dos Estados Unidos e de outros 18 países. O criador da Framboesa, John Wilson, explicou o prêmio como ?uma brincadeira com a Academia de Hollywood, que se toma demasiado a sério?. Eddie Murphy, astro das séries Um Tira da Pesada, O Professor Aloprado e Dr. Dolittle, se superou. Ele ganhou não apenas uma, mas três Framboesas de Ouro. Às vésperas do Oscar, Murphy recebeu o prêmio de pior ator, ao qual se somaram mais duas estatuetas - pior ator e atriz coadjuvantes -, já que interpreta vários papéis em Norbit. Mas Murphy, mesmo super-recompensado, não foi o campeão da noite. Lindsay Lohan foi eleita pior atriz do ano por sua participação em I Know Who Killed Me. Como interpreta gêmeas, Lindsay concorria duplamente, o que não enfraqueceu suas chances, pelo contrário. I Know Who Killed Me também estabeleceu um novo patamar na Framboesa de Ouro. Até aqui, o recorde de premiações negativas estava empatado entre dois filmes - Showgirls, de Paul Verhoeven, e Battlefield Earth, de Roger Christian (com John Travolta). Este ano, I Know Who Killed Me obteve oito Framboesas - além de pior atriz, foi pior filme, teve o pior diretor (Chris Silverston), o pior roteiro (Jeff Hammond) e Lindsay foi sozinha a pior dupla (contracenando consigo mesma). Houve injustiça - a bela Lindsay pode se considerar perseguida, pois não existe pior dupla que a formada por Jessica Alba e Dane Cook, em Maldita Sorte. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

AE, Agencia Estado

25 Fevereiro 2008 | 14h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.