Fox Kids lança pacote de revivals

A nostalgia parece realmente estar em voga. Pelo menos na Fox Kids, que vem aí com uma programação para os insones, com vários clássicos da infância dos pais dos atuais telespectadores do canal. É o Bloco Insônia, que estréia hoje, às 23 h, com os cartoons da Mulher Aranha e do Quarteto Fantástico preparando o terreno para o super popular Batman - na versão anos 60.No pacote do Insônia estão ainda outros desenhos da Marvel Comics, como o Homem de Ferro, Thor (O Deus do Trovão da mitologia nórdica adaptado para os quadrinho,s), O Incrível Hulk, Homem Aranha e, ocupando o primeiro horário, em versão cartoon, os agora consagrados X-Men, que viraram filme recentemente com sucesso estrondoso de bilheteria. E, de quebra, depois do Batman ainda há espaço para os mais antigos episódios do Pica-Pau. Orfãos de cartoon - Emiliano Calemzuk, vice-presidente da Fox Kids Latin America, é quem explica. "O fórum do nosso site no Brasil ficou lotado de tantos pedidos por cartoons antigos." Emiliano percebeu, então, que muitos adultos queriam rever o que costumavam assistir quando eram pequenos - ou queriam que seus filhos vissem o que passava na época. Foi assim que surgiu a idéia, totalmente voltada para atender os desejos dos adultos orfãos de cartoon. "Só reunimos clássicos dos anos 60."As "novidades", segundo o vice-presidente, estão apenas começando. "Além do Batman, queremos exibir outras séries e desenhos animados da DC Comics. E já estamos em fase de compra dos direitos de transmissão de desenhos japoneses", revela. Quem curtia Ultraman e Jaspion, por exemplo, já pode ir se preparando.O mais esperado - Como não poderia deixar de ser, é o Homem-Morcego que tem torcida cativa - em sua versão mais rechonchuda e com o inseparável "amigo", o menino-prodígio Robin, que hoje já é cinquentão - passados 35 anos do lançamento da atração que marcou época na tevê americana.Criada em 1966 por Bob Kane, a série acabou virando cult graças às engenhocas do aparato bélico de Bruce Wayne - para quem não lembra da trama, um milionário que decide lutar contra o crime depois do assassinato dos seus pais, assumindo o codinome de Batman - ao seu shape roliço, e às onomatopéias primárias, acompanhados (aqui no Brasil) de um estilo de dublagem que até hoje "brilha" nas novelas mexicanas do canal de Sílvio Santos. O melhor é que os 120 episódios foram remasterizados a partir dos negativos originais, dando à série mais cores e melhor qualidade no som - e serão exibidos um a um no canal, durante todos os dias da semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.