Fotos ousadas marcam estreia de Antonio Banderas como fotógrafo

Ator revela nova faceta e explora feminilidade em exposição em Madri; fotos serão leiloadas.

Anelise Infante, BBC

12 de novembro de 2010 | 06h18

O ator espanhol Antonio Banderas mostrará pela primeira vez seu trabalho como fotógrafo na exposição "Segredos sobre negro", aberta ao público nesta sexta-feira no Instituto Cervantes em Madri.

Para ele, as imagens retratam o universo da cultura espanhola sob o ponto de vista da feminilidade.

Banderas - que, além de atuar, dirige, canta e dança - disse na apresentação da mostra que não tem a intenção de ser fotógrafo profissional. Ele afirma que quer "apenas dar vazão às inquietações".

"Tenho 50 anos e não quero ficar com a sensação de que me restam coisas por fazer", declarou.

A exposição de 23 imagens evoca elementos da cultura espanhola. Touradas, flamenco, personagens clássicos como o Barbeiro de Sevilha, D. Juan ou Carmen são retratados com tons teatrais, artísticos e um constante fundo preto que o artista associa ao infinito.

Segundo o ator espanhol, as mulheres são a referência do seu trabalho "porque um mundo governado por mulheres seria um mundo melhor."

"Somos governados por homens há séculos e olha como estamos. O que eu defendo é uma postura feminina, não feminista. Não estou falando de uma mulher que queira ocupar papéis de homens, como acontece com algumas políticas. Mas de feminilidade."

Uma das tradições espanholas mais representadas nas fotografias é a das touradas, que o autor também considera um universo "absolutamente feminino".

"Ninguém vê toureiros com barba e bigode. O que me interessa é esse ponto de vista do Picasso com elementos de catarse, morte, sensualidade, feminilidade...", diz.

Banderas confessa que assistiu a várias touradas, mas não se considera fã do espetáculo.

"Todos estes eventos de tortura animal me produzem mal-estar; embora reconheça que as touradas fazem parte da cultura espanhola. É nossa forma de ser."

A mostra deverá chegar ao Brasil em maio de 2011, apresentada pessoalmente pelo autor, assim que concluir as gravações do próximo filme de Pedro Almodóvar.

"Ainda não fechamos lugar e data, mas certamente será em maio no Rio de Janeiro, se Deus quiser" afirmou.

Até lá, a exposição passará por Buenos Aires e Moscou, entre outras cidades. Acompanhadas por poemas também de autoria de Banderas, as fotos serão leiloadas.

Todo o dinheiro arrecadado com o leilão irá para Fundação Lágrimas e Favores, que oferece bolsas de estudo em universidades para estudantes carentes e ajudas a pacientes com câncer.

A mostra permanecerá em Madri de 12 a 21 de novembro.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.