Fotos mostram o Brasil além do óbvio

O livro Brasil sem Fronteiras,que será lançado nesta terça-feira no Itaú Cultural, é resumido demaneira precisa pelo escritor e fotógrafo Pedro Karp Vasquez:"O Brasil que vemos aqui é aquele situado além das fronteirasda obviedade institucionalizada, o país daquela gente simples eforte de sandálias de borracha firmemente fincadas no chãopoeirento enquanto a alma vaga solta na vastidão inconsútil do´céu de anil´; o Brasil dos cachorros sábios, plantados tal qualinabaláveis esfinges nos cruzamentos das ruas de cidadesesquecidas pelas agências de turismo; o Brasil lavado em água derio..." Autor de um dos quatro textos editados na publicação,Vasquez sintetiza as duas principaiscaracterísticas da obra: a sutileza do trabalho de desbravamentodesenvolvido pelos cinco autores que assinam as fotografias eseu desejo explícito de revelar um Brasil (ou vários brasis)completamente distinto da imagem estereotipada do céu cor deanil e das penas de papagaio. Em vez da cor, eles optaram pelo preto-e-branco, em vezda exuberância visual dos litorais e matas amazônicas, AntônioAugusto Fontes, Celso Oliveira, Elza Lima, Ed Viggiani e TiagoSantana - que participaram do projeto Fronteiras, realizadopelo Itaú Cultural em 1998/99 - fazem uma leitura ao mesmo tempopessoal e coletiva deste vasto Brasil. Evidentemente, cada um dos autores está presente comimagens que pertencem a seu universo pessoal, que refletem temase formas de ver o mundo bastante particulares. Antônio AugustoBorges trabalha a questão da luz e do movimento de maneiraimpressionante no ensaio que fez na região sul do País; EdViggiani exercita mais uma vez o olhar de repórter, flagrandomomentos preciosamente líricos, como a cena do guarda decemitério em Ponta Porã, que repousa recostado em uma lápide.Celso Oliveira é o que mais se aproxima da experimentação, daapropriação da fotografia não como registro objetivo, mas comoelemento de criação artística, construindo registros pouco definidos de imagens captadas no Acre. Mas a principalpreocupação do grupo não é de cunho autoral. A própriacomposição do livro, que mescla as obras dos vários autores, nãoé de cunho autoral, mas sim visa a permitir que os brasileiros seaproximem e conheçam um pouco mais da bela, vasta - e anônima -imagem de seu complexo país.Serviço - Brasil sem Fronteiras. De Antônio Augusto Fontes, CelsoOliveira, Elza Lima, Ed Viggiani e Tiago Santana; texto deCláudio Bojunga. Editora Tempo d´ Imagem. 216 páginas. R$ 80,00.Terça-feira, às 20 h. Itaú Cultural. Av. Paulista, 149, tel.3268-1777

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.