Reuters/Len Steckler
Reuters/Len Steckler

Fotos inéditas de Marilyn Monroe são colocadas à venda

Fotógrafo fez imagens em seu apartamento em NY; atriz chegou de surpresa para ver o poeta Carl Sandburg

CHRISTINE KEARNEY, REUTERS

05 Fevereiro 2010 | 13h00

Fotos de Marilyn Monroe aparentando descontração em um apartamento de Nova York, nove meses antes de sua morte, foram mostradas ao público na sexta-feira, depois de passarem mais de 45 anos em um arquivo particular.

O fotógrafo Len Steckler fez as imagens em preto e branco de Marilyn Monroe quando ela chegou a seu apartamento inesperadamente em dezembro de 1961 para visitar seu amigo, o poeta premiado com o Pulitzer Carl Sandburg. Steckler as oferece à venda em uma edição limitada intitulada Marilyn Monroe: The Visit.

As fotos a serem vendidas - quatro imagens únicas e dois trípticos, ou seja, fotos em três partes - mostram a atriz usando óculos de sol, de aro grosso, e vestido de mangas curtas, andando e rindo com Sandburg. Serão oferecidas também 250 cópias de cada foto.  

"Foi um acaso feliz: os dois ícones curtindo seu momento, e eu ali com minha câmera", disse Steckler à Reuters, acrescentando que ficou de lado, quase invisível, fotografando Monroe, que tinha 35 anos, e Sandburg, 83, enquanto batiam papo de mãos dadas.

 

Marylin ao lado do poeta ganhador do prêmio Pulitzer Carl Sandburg. Foto: Reuters/ Len Steckler 

  Ex-fotógrafo comercial e de beleza que hoje tem "cerca de 80 anos" e vive em Los Angeles, Steckler disse que, na tarde da visita de Marilyn Monroe, Sandburg tinha mencionado casualmente que eles iriam receber uma visita.

"Algumas horas depois, fui abrir a porta e me vi cara-a-cara com Marilyn Monroe, ainda mais bela do que na tela", disse ele. "Ela falou: 'Desculpe o atraso. Eu estava no cabeleireiro, arrumando meu cabelo para ficar como o de Carl.'"

E de fato o cabelo de Monroe se parece com o de Sandburg nas fotos, quase branco, disse Steckler, acrescentando que, depois de ele fazer as fotos, os três tomaram uísque Jack Daniels.

"Como sabemos, Marilyn adorava homens mais velhos e gostava de intelectuais. E Carl a tratava de um jeito muito paternal", disse Steckler. "Era uma coisa bonita de se ver."

  Imagens foram feitas pouco antes da morte da atriz em agosto de 1962; Sandburg morreu sete anos depois. Foto: Reuters/ Len Steckler

 

Steckler disse que decidiu vender as fotos depois de seu filho ter encontrado os negativos durante uma avaliação recente de seu trabalho, e Steckler pensou que "a geração atual" precisava vê-las.

"Eu tinha me esquecido delas", disse o fotógrafo. "Pensei então que essa seria uma coisa boa de se mostrar e para as pessoas comentarem."

Os preços das fotos variam entre 1.999 e 3.999 dólares. Elas nunca foram publicadas antes para uso público.

Estão à venda no site www.thevisitseries.com e, pelo telefone, na empresa de venda de objetos colecionáveis Eagle National Mint, que oferece um certificado de autenticidade de cada cópia.

Mais conteúdo sobre:
GENTEMARILYNFOTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.