Fotos em academia de boxe rendem prêmio a brasileiro

O fotógrafo brasileiro João Kehl, da agência carioca Cia da Foto, conquistou o primeiro lugar na categoria Histórias do Esporte no prêmio concedido pela World Press Photo 2007, considerado um dos mais prestigiados no mundo pelos fotojornalistas. Ele fez um ensaio em uma academia de boxe localizada embaixo de uma ponte no Bixiga, no centro do Rio de Janeiro.Kehl é o segundo brasileiro a ganhar o prêmio. Em 2005, o fotógrafo José Francisco Dório, do jornal O Estado de S. Paulo, recebeu o primeiro lugar na categoria de Notícias Gerais, com uma imagem que do incêndio da favela Buraco Quente, em São Paulo.Neste ano, 4.460 fotógrafos de 124 países participaram com mais de 78 mil fotos das 10 categorias do prêmio. Além de Histórias do Esporte, pelo conjunto de um ensaio, o prêmio é entregue também a fotos individuais (Sport Single).Neste ano, o foto do ano é do americano Spencer Platt e mostra um grupo de jovens libaneses dirigindo nas vizinhanças de Beirute devastada por ataques israelenses. A foto foi tirada em 15 de agosto de 2006, no primeiro dia após o cessar-fogo entre Israel e o Hezbollah, quando centenas de libaneses começaram a voltar para casa. Platt a tirou quando trabalhava para a agência Getty Images. Ela também ganhou na categoria Vida Cotidiana.CategoriasNa categoria Destaque, o fotógrafo Akintunde Akinleye, da Reuters, registrou um homem se limpando depois de uma explosão em Lagos, Nigéria, em 26 de dezembro. Já na categoria Notícias Gerais, o premiado foi o italiano Davide Monteleone, com a imagem Contrasto, sobre a destruição do Líbano depois dos ataques de Israel, em julho de 2006.O italiano Paolo Pellegrin, da Magnum Photos, ganhou em Noticias em Destaque com a imagem de uma vítima dos lança-mísseis israelenses, no Líbano, em agosto. Já o fotógrafo húngaro Zsolt Szigetvary venceu na categoria Notícias em Destaque pelas revoltas em Budapeste, em setembro e outubro.O fotógrafo da Associated Press David Guttenfelder venceu na categoria Vida Cotidiana com uma série preto-e-branco chamada de O Homem Solitário, registrada em Tóquio.Outro fotógrafo da AP, Oded Balilty, levou o primeiro prêmio em Pessoas em Destaque com a imagem de uma israelense medindo forças com um oficial das Forças de Segurança do país.Na categoria de Esporte em Ação, o clique do jogador francês Zinedine Zidane dando uma cabeçada no italiano Marco Materazzi na final da Copa do Mundo da Alemanha deu o prêmio ao alemão Peter Schols.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.