Fotos de d. Pedro II entram para o acervo da Unesco

A coleção de fotografias do imperador d. Pedro II foi selecionada para fazer parte do acervo Memória do Mundo, da Unesco, a OrganizaçãoCultural, Científica e Educacional das Nações Unidas. O acervo terá 23 novas coleções de documentos de 20 países selecionados num encontro da Unesco em Gdansk, na Polônia, que terminou no último sábado, segundo o site da instituição. O acervo Memória do Mundo foi instituído em 1997 e já conta com 91 coleções de 45 países.Além do Brasil, outros onze países passam a contribuir com alguns de seus patrimônios com o acervo da Unesco: Barbados, Chile, França, Casaquistão, Luxemburgo, Holanda, Arábia Saudita, Sérvia e Montenegro, Tadjiquistão, Tailândia e Uruguai. O programa Memória do Mundo seleciona acervos nacionais a fim de facilitar a obtenção de recursos para restauração, digitalização e disseminação dos documentos.As fotos de d. Pedro II constituem a maior coleção de fotografias da América Latina, com 21.742 imagens. Batizada de Coleção Imperatriz Thereza Christina Maria, foi deixada pelo imperador sob a guarda da Biblioteca Nacional em 1891. As fotos compõem um mosaico da cultura e da sociedade do século 19, registrando costumes, a mudança do aspecto urbano brasileiro, tipos sociais e muitos detalhes da vida da Corte. A coleção não se restringe ao Brasil, pois um dos hábitos de Pedro II era fotografar suas viagens pelo mundo e guardá-las em álbuns.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.