Fotojornalismo de ensaio é tema de exposição

Com o perdão do clichê, se umaimagem vale mais que mil palavras, imagine a força narrativa deuma seqüência fotográfica que, muitas vezes, acompanha quadro aquadro um fato ou uma história. Também conhecido como ensaiofotográfico, esse tipo de trabalho ganhou espaço na fotografiabrasileira e vem conquistando cada vez mais importância emjornais e revistas do País. Para refletir e discutir o papel doensaio no jornalismo brasileiro, o Senac abre nesta quarta-feira amostra O Ensaio Fotográfico no Fotojornalismo, sob acuradoria de João Kulcsár. "Nas últimas décadas, a função daimagem na imprensa mudou radicalmente, deixando de ser meroapêndice do texto para atingir um nível de destaque", analisaKulcsár. Segundo o curador, em determinadas situações, osensaios passaram até a ser usados para descrever uma situaçãoespecial por assumirem com perfeição o papel de diárioiconográfico.Para Kulcsár, a fotografia havia perdido essaimportância com o surgimento da televisão. "Antes da TV,revistas como a Life, criada na década de 30, combinavamtexto e imagem e promoveram a evolução da fotografia única,meramente ilustrativa. Mas a imagem dinâmica da televisão acaboupor tomar esse papel do ensaio fotográfico e a foto passounovamente a ser coadjuvante dos textos", explica.Só nos últimos anos esse papel da imagem vem sendoretomado na imprensa mundial. Apesar da sensibilidade dosfotógrafos brasileiros, a fotografia do dia a dia acaba exigindomuita pressa do profissional e não há tempo para "pensar" umafoto. Trabalhando com o ensaio, o fotojornalista pode estudar epesquisar antes de sair para a reportagem, o que garante ummelhor resultado estético e até mesmo técnico. Quem visitar amostra vai poder conferir o resultado dos trabalhos realizadospor fotógrafos de vários veículos brasileiros, como os jornaisO Estado de S.Paulo, Folha de S. Paulo, DiárioPopular, as revistas Veja, Época e Istoé, e o siteFotosite. Entre os fotógrafos estão Kathia Tamanaha, MônicaZarattini, Sérgio Castro e Vidal Cavalcante, do Estado."Para mostrar a seqüência das idéias, cada ensaio é composto dequatro fotos. O mais interessante é que os temas, escolhidospelos próprios fotógrafos, são muito ecléticos, alguns em tommais documental, outros mais líricos e subjetivos", conta ocurador.Por esse ecletismo, além de comemorar o DiaInternacional da Fotografia (18 de agosto), a exposição constataa sensibilidade do fotógrafo brasileiro que, ao flagrar de idosos em um asilo ao enterro de integrantes do MST, encontratempo para registrar detalhes poéticos desse cotidiano.O Ensaio Fotográfico no Fotojornalismo. De segunda asexta, das 9 às 22 horas; sábado, das 9 às 15 horas. Centro deComunicações e Artes do Senac. Rua Scipião, 67, tel. 3866-2500.Até 29/9. Abertura amanhã (22), às 20 horas.

Agencia Estado,

21 de agosto de 2001 | 16h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.