Fotógrafo revê os primeiros ângulos do Rio

Chegar ao Rio e dar de cara com as paisagens de cartão postal da cidade. Esta é a intenção da mostra Rio de Janeiro que Encanta, com 25 trabalhos do fotógrafo Carlos Pereira, que estará na Estação Rodoviária a partir desta quarta-feira. São ângulos já conhecidos, pois foram explorados por Marc Ferrez e Augusto Malta, pioneiros dos séculos 19 e 20. "A novidade aqui é que as imagens estão quase em tamanho real", explica Pereira."Na verdade, estão do tamanho que a gente vê quando sobe nos prédios e outros pontos altos de onde se vê um grande pedaço da paisagem carioca." Desde quando chegou ao Rio, Pereira, que é português de nascimento, começou a estudar as fotografias dos pioneiros. Depois saiu com seu equipamento e subiu "nos altos da cidade, tentando repetir os ângulos das primeiras fotos feitas aqui", como conta.Devido às mudanças no traçado urbano, só foi possível obter o mesmo ângulo subindo o morro Novo Mundo, entre os bairros de Botafogo e Laranjeiras, na zona sul, para reproduzir a Baía de Guanabara. Para as outras imagens, ele subiu em prédios. "Mesmo assim, tive de procurar novos ângulos." As fotografias estarão à venda por R$ 34,00 cada e a intenção de Pereira, ao escolher a Estação Rodoviária para a exposição, é popularizar estas imagens. "Numa galeria ou num centro cultural, o público se restringiria", comenta o fotógrafo. "Desse jeito, todo mundo vai ver e, se quiser, comprar a paisagem preferida. Quando está num postal, não é possível identificar os prédios, mas aqui se consegue e muita gente compra a foto porque vê o lugar onde mora ou trabalha."A mostra fica na Rodoviária até 31 de julho e depois vai para o Terminal Tietê, em São Paulo. Em janeiro de 2002, estará no Shopping Boa Viagem, no Recife.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.