Fotógrafo relata amor de Picasso por um cachorro

O fotógrafo norte-americano David Douglas Duncan, especialista em fotos de guerra, documentou o amor do pintor espanhol Pablo Picasso por um cachorro salsicha no livro Picasso & Lump , segundo informou o jornal The Independent. Duncan, de 90 anos, que cultivou a amizade com Picasso de 1956 até 1973, ano de sua morte, já publicou sete livros com fotografias do artista. O ponto central é o cachorro Lump, que pertencia a um alemão e, pelas mãos do próprio Duncan, foi parar na vila La Californie, no sul da França, onde Picasso vivia com sua então companheira Jacqueline Roquet. Picasso gostava de estar rodeado de animais, mas nunca se sentiu tão próximo de algum como se sentia de Lump, de acordo com Duncan. Lump, junto com um boxer chamado Yan e uma cabra que atendia pelo nome de Esmeralda, fez parte da família de Picasso, que retratou, entre outras obras, a imagem de Lump em uma bandeja.As 89 imagens presentes em Picasso & Lump , no livro publicado pela editora Thames & Hudson, mostram Picasso em um ambiente informal em sua vila na França e a adoração que ele sentia pelo cachorro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.