Fotógrafo registra 'poses' de animais selvagens na África

Imagens de Nick Brandt, que já fez videoclipes para Michael Jackson e Moby, compõem mostra em Paris

Daniela Fernandes, BBC

13 de novembro de 2009 | 06h09

O fotógrafo britânico Nick Brandt inaugurou em Paris uma mostra que traz "retratos" de animais selvagens da África, como se estivessem posando para as lentes.

As imagens da exposição A Shadow Falls ("Uma Sombra Cai"), foram tiradas a uma curta distância, sem o uso de lentes teleobjetivas e propõem o mesmo estilo dos retratos de humanos feitos em estúdios fotográficos.

O artista mostra os animais de maneira poética, conferindo a eles uma imagem romântica e nostálgica, para alertar sobre o desaparecimento das espécies.

"Não fazemos o retrato de uma pessoa com uma teleobjetiva, a 30 metros de distância, esperando mostrar um pouco de sua alma. Nos aproximamos dela", disse o fotógrafo nascido em Londres.

"Ao ficar tão perto deles, eu acabo tendo uma certa sensação de intimidade, uma conivência com o animal que está a minha frente. Tenho, por vezes, até a impressão de que eles estão fazendo uma pausa, como em um estúdio fotográfico", diz.

'Leão antes da tempestade' é uma das fotos da mostra - Crédito: Divulgação/Nick Brandt  

 

Livro

Brandt fotografou animais como leões, leopardos, rinocerontes, elefantes, gnus, girafas e zebras, normalmente com poses "serenas". As imagens, em preto e branco, mostram o céu sempre com nuvens.

As fotos da exposição A Shadow Falls, em cartaz na A. Galerie, integram ainda o livro A África no Crespúsculo, lançado recentemente na França.

"Espero que vocês vejam esses animais como eu os vejo, ou seja, não muito diferentes de nós", afirma.

O fotógrafo espera pelo momento exato, até ter a sensação de que o animal está posando, "como este velho leão, em uma noite de tempestade, que parece um ator meditando sobre o passado no fim de sua carreira", diz Brandt sobre uma das imagens.

Girafas com pescoços entrelaçados, uma fêmea leopardo com seus filhotes descansando sobre um rochedo ou zebras olhando na mesma direção são alguns dos instantes captados pelo fotógrafo.  

 

Imagem registra grupos de babuínos na savana - Crédito: Divulgação/Nick Brandt 

 

Carreira

Antes de iniciar sua carreira de fotógrafo na África, em 2000, Brandt realizou videoclipes para artistas famosos, como Michael Jackson e Moby.

Na avaliação de críticos internacionais, as fotos artísticas de Brandt são bem diferentes das tradicionais imagens de animais publicadas em revistas como a National Geographic, que tem um visual mais voltado para o documentário.

Brandt diz ter percorrido pela primeira vez, em 1995, o trajeto de Nairobi a Arusha, no norte da Tanzânia, passando pelo sul do Quênia, no qual ele afirma ter visto girafas, gazelas, zebras, impalas e gnus.

"Treze anos depois, refiz o mesmo percurso e, durante quatro horas de estrada, não vi nenhum animal selvagem. Eles não migraram para outro lugar, eles desapareceram", disse.

"Estas fotos são meu poema para um mundo que está desaparecendo tragicamente", afirmou.

A mostra A Shadow Falls pode ser vista até 15 de janeiro de 2010 em Paris.  

 

Manada de gnus atravessa rio na África - Crédito: Divulgação/Nick Brandt    

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.