Ford na TV aberta, 007 na paga

Xuxa em O Mistério de Feiurinha

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

09 Outubro 2012 | 03h12

16h10 NA GLOBO

Brasil, 2009. Direção de Tizuka Yamasaki, com Xuxa, Sasha Meneghel, Luciano Szafir, Angélica, Luciano Huck, Antônio Pedro.

Adaptado do livro O Fantástico Mistério da Feiurinha, do escritor Pedro Bandeira, o filme, muito bem produzido, mostra o reencontro das principais princesas de contos de fadas (Branca de Neve, Cinderela, Bela Adormecida, Rapunzel, etc). Passaram-se 25 anos, o 'felizes para sempre' deu origem ao tédio e o desaparecimento da princesa Feiurinha lança o problema - e se alguém estiver querendo destruir o mundo da fantasia? Embora melhor que a maioria dos filmes da apresentadora, não repetiu o sucesso de público de outros filmes de Xuxa. Uma atração especial - Hebe Camargo como rainha-mãe. Inédito, colorido, 99 min.

Fúria de Titãs

22H15 NO SBT

(Clash of the Titans). EUA, 2010. Direção de Louis Leterrier, com Sam Worthington, Ralph Fiennes, Liam Neeson, Alexa Davalos.

O remake do velho filme de aventuras de Desmond Davis não tem os efeitos especiais do grande Ray Harryhausen, mas o público adorou a história do semideus Perseu e sua luta contra o senhor dos infernos, Hades. O filme foi rodado em 2D, passou para 3D (nos cinemas) e volta ao formato original na TV. Dá para se divertir. Tanto isso é verdade que houve uma sequência. Inédito, colorido, 99 min.

O Balconista 2

22H30 NA REDETV

(Clerks II). EUA, 2006. Dirigido por Kevin Smith, com Brian O'Halloran, Jeff Anderson, Rosario Dawson.

Na sequência de seu êxito de 1994, o diretor Smith retoma a dupla de protagonistas, Brian O'Halloran e Jeff Anderson. O negócio deles no primeiro filme faliu e ambos vão parar num fast-food da Disney. Smith dispara piadas para todos os lados - contra o consumismo, principalmente -, mas elas não chegam a funcionar. Foi um diretor que se perdeu no caminho. Reprise, colorido, 97 min.

Kurt Weil

0 H NA CULTURA

(Kurt Weill - Stationen eines Künstlerlebens). Alemanha, 2002. Direção de Sven Düfer.

Diversos artistas dão seu testemunho sobre diferentes facetas do compositor Kurt Weil. Casamento, militância política - foi parceiro de Bertolt Brecht -, a relação com o sucesso (no mundo capitalista que abominava), tudo é passado a limpo. Interessante. Reprise, colorido, preto e branco, 54 min.

Braddock

0 H NA REDE BRASIL

(Missing in Action). EUA, 1984. Direção de Joseph Zito, com Chuck Norris, M. Emmet Walsh

Chuck Norris segue a trilha de Sylvester Stallone no segundo Rambo e vence na ficção a guerra (do Vietnã) que os EUA perderam na realidade. Na trama, ele faz coronel que volta ao Sudeste Asiático para libertar norte-americanos que ainda estão em campos de prisioneiros. Norris, o chamado 'lobo solitário', sempre gostou de se situar à direita de Stallone e Arnold Schwarzenegger no espectro político de Hollywood. Seus filmes sempre foram detestados pelos críticos, mas ele é ótimo - acredite! - em Mercenários 2. Reprise, colorido, 101 minutos.

Argentina e sua Fábrica de Futebol

0H30 NA TV BRASIL

Brasil, 2007. Direção de Sergio Iglesias.

Do processo seletivo para o Estudiantes e o Boca Juniors, o filme segue crianças que sonham virar astros de futebol e se indaga - quanto custa criar um Maradona? Fãs de futebol terão um prazer maior em assistir ao filme, se bem que a rivalidade entre Brasil e Argentina dificilmente deixará de intervir na avaliação. Reprise, colorido, 52 min.

O Céu Mandou Alguém

4H45 NA REDE BRASIL

(3 Godfathers). EUA, 1948. Direção de John Ford, com John Wayne, Pedro Armendáriz, Harry Carey Jr., Ward Bond, Mae Marsh, Mildred Natwyck.

Três fugitivos encontram grávida agonizante no deserto e lhe prometem que vão entregar seu bebê à família dela. Por conta disso, sacrificam a liberdade. Todo Ford está presente nesta livre adaptação da história dos Três Reis Magos, mesmo que o filme não seja uma das obras-primas do mestre. A grandeza dos derrotados, os sentimentos - é um belo filme, e o próprio Ford o adorava. O cineasta já havia feito uma primeira versão em 1919, The Marked Men. Reprise, colorido, 106 minutos

TV Paga

O Satânico Dr. No

11H35 NO TELECINE CULT

(Doctor No). Inglaterra, 1962. Direção de Terence Young, com Sean Connery. Ursula Andress, Joseph Wiseman, Bernard Lee, Lois Maxwell.

O primeiro filme da série oficial de 007, que completa 50 anos em 2012. O herói criado pelo escritor Ian Fleming ganhou um intérprete perfeito na pele de Sean Connery, que enfrenta aqui o vilão Dr. No na Jamaica. Ursula Andress sai do mar com aquele biquíni (e aquela adaga), os créditos marcaram história e a frase 'My Name Is Bond, James Bond' ficou célebre. Veja na sequência, às 13h35, Moscou contra 007, de 1964, com a bondgirl Daniela Bianchi e os vilões Robert Shaw e Lotte Lenya. Reprise, colorido, 100 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.