Ford e a crise dos mitos do western

As Aventuras de Sharkboy

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

29 de junho de 2012 | 03h12

e Lavagirl

16H05 NA GLOBO

(The Adventures of Sharkboy and

Lavagirl). EUA, 2005. Direção de Robert Rodriguez, com Taylor Lautner, Taylor Dooley, Cayden Boyd, George Lopez, David Arquette, Kristin Davis.

Parceiro de Quentin Tarantino, o diretor Rodriguez encontrou-se na fórmula de aventuras familiares da série Pequenos Espiões. Aqui ele conta a história de garoto que foi criado por tubarões e menina que tem a força de um vulcão em erupção. O conceito é que ordinário (comum) e extraordinário são relativos. Dependem de uma série de coisas, até, ou principalmente, do momento. O pequeno herói deste filme, por exemplo - ninguém acredita que ele seja capaz de fazer. O quê? O que faz! Reprise, colorido, 96 min.

Algo Como a Felicidade

22 H NA CULTURA

(Stestí). Alemanha/República Checa, 2005. Direção de Bohdan Sláma, com Tatiana Vilhelmovah, Pavel Liska,

Anna Geislerovah.

A emissora reprisa, no horário da Mostra, e agora dublado, o longa que apresentou com legendas na quarta-feira. É a história de três amigos de infância que a vida separa e que se reencontram quando um deles - ela - tem de ser hospitalizado. A garantia é justamente o horário. Se o filme é da Mostra, tem de ser bom. Reprise, colorido, 102 min.

Meu Brasil

22H30 NA TV BRASIL

Brasil, 2007. Direção de Daniela

Broitman.

Questões sobre cidadania e consciência social são debatidas pela diretora Daniela Broitman em seu documentário sobre o Fórum Mundial Social de Porto Alegre, em 2005. Artistas, políticos, pensadores - o ex-presidente Lula, Hugo Chávez, Eduardo Galeano, José Saramago, Gilberto Gil, Frei Betto e Leonardo Boff - dão seu testemunho de que participação e engajamento são essenciais. Reprise, colorido, 70 min.

No Pique de Nova York

22H45 NO SBT

(New York Minute). EUA, 2004. Direção de Dennie Gordon, com Ashley Olsen, Mary-Kate Olsen, Andy Richter, Jared Padalecki, Eugene Levy.

As gêmeas Ashley e Mary-Kate Olsen não se bicam, mas têm de viajar juntas a Nova York. Apesar das divergências de interesses e personalidades, as duas se unem quando são apontadas como sequestradoras... do cãozinho de uma senadora. Como o caso vira questão de segurança nacional, a diretora Dennie Gordon não deixa de fazer seu comentário sobre os EUA na era George W. Bush. Reprise, colorido, 86 min.

A Selva na Selva

0 H NA CULTURA

Brasil, 2004. Direção de Luiz Carlos Martins e Paulo César Freire.

A dupla de diretores inspirou-se em Joseph Campbell - "Os costumes particulares, as noções peculiares do bem e do mal e dos papéis a desempenhar na sociedade são impressos na psique humana" - para analisar a importância dos mitos na cultura transamazônica. Pode ser interessante - vale arriscar. Reprise, colorido, 54 min.

TV Paga

O Homem Que Matou o

Facínora

14H30 NO TCM

(The Man Who Shot Liberty Valance). EUA, 1962. Direção de John Ford, com John Wayne, James Stewart, Vera Miles, Lee Marvin, Edmond O'Brien. Woody Strode, Andy Devine, Jeanette Nolan, John Qualen, Lee Van Cleef.

Pouca gente percebeu a real importância deste filme na época em que foi lançado e muitos lamentaram que o mestre Ford tivesse se concentrado nos interiores, com mais conversa do que ação (era o que diziam os críticos). Trata-se de um dos westerns mais importantes de todos os tempos, relativizando o heroísmo e cantando a grandeza dos derrotados. Senador dos EUA e a mulher chegam a cidadezinha para o enterro de Tom Doniphom. Tom quem? Ninguém sabe, mas esse homem anônimo foi um verdadeiro herói. John Wayne merecia aqui o Oscar que ganhou por Bravura Indômita, anos mais tarde. Reprise, preto e branco, 123 min.

O Banheiro do Papa

16H45 NO CANAL BRASIL

(El Baño del Papa). Uruguai, 2007. Direção de Cesar Charlone e Enrique Fernández, com Cesar Troncoso,

Virginia Méndez, Virginia Ruiz, Mario Silva, Henry De León.

O grande diretor de fotografia de Cidade de Deus e O Jardineiro Fiel coassina a direção deste filme pequeno no tamanho, mas humano e encantador. Numa pequena cidade da fronteira do Uruguai, o anúncio de que o papa (João Paulo II) vai rezar uma missa mobiliza toda a população. Na expectativa de que ha

verá milhões de pessoas, Cesar Troncoso endivida-se para construir o banheiro que essa verdadeira multidão, com certeza, vai precisar. Mas as coisas não ocorrem como ele espera. Bonito, bem interpretado. Reprise, colorido, 90 min.

Alien - O Oitavo Passageiro

22 H NO TELECINE CULT

(Alien). EUA, 1979. Direção de Ridley Scott, com Tom Skerritt, Sigourney Weaver, John Hurt, Ian Holm, Harry Dean Stanton, Yaphet Kotto.

O primeiro filme da série mostra como a tripulação da Nostromo é enviada a planeta distante e termina levando para o interior da nave o predador alienígena. Um clássico de ficção científica no limite do terror, e com visual impressionante. Fica melhor de (re)ver agora que Prometheus, do próprio Ridley Scott, contando a origem do monstro, está nos cinemas. Reprise, colorido, 117 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.