Imagem Fábio Porchat
Colunista
Fábio Porchat
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Fora quem agora

Eu não sou de ficar me gabando das coisas, mas... Pode me agradecer, Brasil. Se não sou eu, o Cunha não caía. Meu último artigo do Estadão pedia sua queda e o STF prontamente me atendeu. Fica o meu agradecimento. Valeu, Teori. Valeu, Lewando!

Fábio Porchat, O Estado de S.Paulo

08 de maio de 2016 | 02h00

Claro que ele ainda continua deputado, continua frequentando o Congresso e continua solto, mas Pai Fábio de Iansã está apenas começando a entender seu próprio dom. Vou tentar resolver isso logo mais. Mas, quer conhecer um homem, dê-lhe poder. E agora, sabendo que o que eu peço aqui acontece, tenho em minhas mãos a possibilidade de fazer uma limpa no Planalto. Sim, senhoras e senhores, o futuro do país está agora em minhas mãos. Hahahaha! (Leia a risada com entonação malévola)

São tantos nomes que eu nem sei por onde começar. Poderia mandar um: Fora, Maranhão! O substituto da besta, não o Estado que eu adoro. Mas se adorasse mesmo pediria um “Fora, família Sarney”! Mas talvez um “Fora, Bolsonaro” fosse uma cirurgia mais precisa de extração de câncer de reto. Talvez um “Fora, Feliciano” viesse bem a calhar.

O “Fora, Maluf”, a essa altura do campeonato, talvez pudesse se transformar em um “Viaje pra fora, Maluf” e deixa a Interpol resolver. “Fora, Garotinho” talvez seja muito bairrista da minha parte, apesar de ser extremamente necessário começar a cortar pelo jardim de casa. “Fora, Collor” acho muito 92, mas nada mais 2016 do que exaltar os anos 90, logo... “Fora, Bancada BBB” talvez seja muito genérico. O ideal é apontar as armas para um nome só. É que são tantos. Difícil escolher um só. Escolhendo um, dá a sensação que os outros são menos piores.

“Fora, Temer” me parece excelente. “Fora, Temer” preenche lacunas, “Fora Temer” resolve problemas, “Fora, Temer” exigiria novas eleições, as quais eu sou a favor desde o início.

Mas é que “Fora, Renan” é muito atrativo. “Fora, Renan” é um grito preso na garganta há mais tempo do que “Fora, Cunha”. “Fora, Renan” dá a sensação de que a casa caiu mesmo. Tá decidido: Fora, Renan! Pai Fábio garante ou o seu dinheiro de volta! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan! Fora, Renan!

Ps: Fora, Renan!

Mais conteúdo sobre:
Fábio Porchat

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.