Final de 'Ídolos' causa confusão com patrocinador

A final de "Ídolos", programa musical comandado por Rodrigo Faro na Record, está causando um imbróglio entre dois grandes bancos. A atração, que tem como patrocinador oficial o Banco do Brasil, terá seu encerramento em um grande show no dia 16, no Teatro Bradesco, no shopping Bourbon, em São Paulo. Opa, Teatro Bradesco? Pois é esse o problema.

AE, Agencia Estado

07 de dezembro de 2009 | 09h58

O Banco do Brasil não teria gostado de saber que a festa de encerramento será na casa de um concorrente. A Record chegou a pensar em tapar os logotipos do Bradesco espalhados pelo teatro, o que não foi autorizado pela direção do local.

A solução encontrada até agora pela emissora é mudar o nome original do teatro. Para a Record, a final do Ídolos será realiza no Teatro do Shopping Bourbon, e ponto. Na gravação, as câmeras da rede evitarão filmar a marca do banco concorrente.

Procurada, a Record informa que não haverá citação nem imagem de nenhum outro banco na atração que não o patrocinador. O Banco do Brasil, via assessoria, diz que não foi informado pela Record que o evento seria realizado no Teatro Bradesco. O patrocinador acreditava que seria no Anhembi. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
televisãoRecordÍdolos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.