Fim de temporada para 41 peças em SP

Os amantes do teatro terão de fazeruma escolha de Sofia no fim de semana: com a proximidade dosferiados natalinos, 41 espetáculos saem de cartaz nos próximosdias, alguns definitivamente - apenas 10 garantem retomar atemporada em janeiro. Será, portanto, a última chance para seassistir a montagens que foram sucesso de crítica e público.Como o musical Gota d´Água, de Chico Buarque e PauloPontes, dirigido por Gabriel Villela. Inspirado no clássicoMedéia, de Eurípides, o espetáculo narra a vida tortuosa deJoana, moradora de uma conjunto habitacional que assassina osdois filhos e se suicida em seguida, depois de abandonada pelomarido. O espetáculo estreou no Tom Brasil e agora encerratemporada na maior sala do Teatro Brasileiro de Comédia.O texto original, aliás, pode também ser conferido nopalco especialmente montado do Sesc Belenzinho, na surpreendenteversão de Antunes Filho, que apresenta um diferencial:Medéia oferece uma grande interpretação do elenco,especialmente de Juliana Galdino. Recomenda-se a compraantecipada de ingresso, pois são poucos lugares.Outro bom exemplo da dramaturgia estrangeira, nesse casocontemporânea, Ponto de Vista, de David Hare, mostra oconfronto entre o teatro e outros formas de comunicação nasfiguras de uma mãe, interpretada por Beatriz Segall, e seu genro vivido por Marcello Antony. A direção é de José Possi Neto.O teatro brasileiro é representado por uma série depeças de seus dramaturgos. Plínio Marcos, por exemplo, é o autorde Abajur Lilás, violenta história de três mulheres quetrabalham como prostitutas, dominadas por um homossexual velho edecadente. Com direção de Sérgio Ferrara e com Ester Góes àfrente, a peça foi censurada pelo governo militar e esperouvários anos até ser liberada.Os problemas de relacionamento também inspiraram LeilahAssunção a escrever Intimidade Indecente, mas ela preferiusubstituir a violência pelo bom humor. Irene Ravache e MarcosCaruso vivem um casal que se separa aos 50 anos e cuja históriade desencontros é acompanhada até os 80. O teatro Renaissanceestá sendo modificado para receber um público maior já emjaneiro, quando a peça retoma a temporada.O retorno de Leilah à dramaturgia coincide com a voltade Gianfrancesco Guarnieri à atividade. Ele escreveu o musicalA Luta Secreta de Maria da Encarnação. Dirigido por MarcusVinícius Faustini e interpretado por Suely Franco, narra abatalha de uma mulher do campo pela sobrevivência física emental.Um tema também delicado é tratado por Alberto Guzik, emRisco de Vida. Inspirado em um romance de sua autoria, contaa história de amor de dois homens, que sofre profundasmodificações durante o crescimento do contágio pela aids, nadécada de 80. Junto do musical de Guarnieri, trata-se da peçaque cobra o ingresso mais barato, R$ 10.Abajur Lilás. Duração: 1h10. Sexta e sábado, às21h30; domingo, às 20h30. R$ 15,00 (sexta e domingo) e R$ 20,00(sábado). TBC - Sala Assobradado. Rua Major Diogo, 315, tel.3115-4622. Recomendada.Gota d´Água. Duração: 120 minutos. Sexta e sábado, às21 horas; domingo, às 20 horas. R$ 20,00 (sexta e domingo) e R$25,00 (sábado). TBC - Sala TBC. Rua. Major Diogo, 315, tel.3115-4622.Intimidade Indecente. Duração: 1h20. Sexta, às 21h30;sábado, às 20 e 22 horas; domingo, às 17 e 19h30. R$ 50,00.Teatro Renaissance. Alameda Santos, 2.233, tel. 3069-2233.Recomendada.A Luta Secreta de Maria da Encarnação. Duração: 150minutos. Sexta e sábado, às 21 horas; domingo, às 18 horas. R$10,00 (preço único). Teatro Sérgio Cardoso - Sala SérgioCardoso. Rua Rui Barbosa, 153, tel. 288-0136.Medéia. Duração: 70 minutos. Sexta, às 21 horas; sábadoe domingo, às 19 horas. R$ 20,00. Sesc Belenzinho. AvenidaÁlvaro Ramos, 991, tel. 6096-8143. Recomendada.Ponto de Vista. Duração: 100 minutos. (com intervalo de10 minutos.). Sexta e sábado, às 21 horas; domingo, às 19 horas.R$ 30,00 (sexta e domingo) e R$ 35,00 (sábado). Teatro Faap. RuaAlagoas, 903, tel. 3662-1992. Recomendada.Risco de Vida. Duração: 110 minutos. Sexta e sábado, às20h30; domingo, às 19h30. R$ 10,00. Centro Cultural São Paulo -Sala Paulo Emílio Salles Gomes. Rua Vergueiro, 1.000, tel.3277-3611.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.