Gabriel Quintão/Divulgação
Gabriel Quintão/Divulgação

Fim de semana sem Copa? Saiba o que fazer sem gastar nada

Confira atividades de graça para você esquecer de vez o evento esportivo

FÁBIO ROSSINI, ESPECIAL PARA O ESTADO DE S. PAULO

17 de julho de 2014 | 15h27

Ainda triste com o final da Copa do Mundo? Também não conseguiu ingressos para a exposição do Castelo Rá-Tim-Bum no Museu da Imagem e do Som? Confira outros cinco programas para você se divertir no fim de semana, sempre sem pagar nada:

O Negro no Futebol Brasileiro - A arte e os artistas (Homenagem a Mário Filho). Se você está decepcionado com a Seleção Brasileira, uma boa opção é visitar o Museu Afro Brasil. A exposição “O Negro no Futebol Brasileiro - A arte e os artistas (Homenagem a Mário Filho)” conta histórias de jogadores negros de destaque dos gramados brasileiros e que vestiram com orgulho a amarelinha (também, nunca levaram sete gols da Alemanha!). A mostra ainda homenageia o jornalista Mário Filho, conhecido por impulsionar a imprensa esportiva carioca.

Espírito da África - Os Reis Africanos. Em cartaz até 3 de agosto. Cliques do fotógrafo Alfred Weidinger, o visitante pode observar retratos de reis e chefes do continente africano e entender como um soberano é tão viciado na demonstração de poder.

Linha de Frente. A abertura dos portões em um show pode ser comparada à chegada a um campo de batalha. Na exposição "Linha de Frente", do fotógrafo Gabriel Quentão, a luta e o sofrimento dos fãs para chegar mais próximo de seus ídolos são vistos como cenas de guerra. É a chamada "luta pra garantir a grade".

Caymmi 100 anos. O acervo, que será inaugurado no sábado no Centro Cultural Correios, conta mais sobre a vida do músico Dorival Caymmi. A exposição é dividida em quatro partes: Linha do Tempo, Música, Vida Familiar e Rádio. A sua música também terá um espaço reservado dividido entre praieiras, folclóricas, sambas urbanos, postais da Bahia e mulheres. No local, será possível embarcar no mundo de Caymmi e conhecer mais sobre o cantor, pintor e compositor.

Tom Jobim - 20 anos de Saudade. Produção de Fábio Caramuru, o projeto "Tom Jobim - 20 anos de Saudade" será apresentado em três shows na Caixa Cultural. A diversidade de Jobim e a sensibilidade imposta na sua música receberão homenagens com o melhor da bossa nova. No sábado, Fábio Caramuru e Marco Bernardo se apresentam às 17h15. Às 20h30, Zuza Homem de Mello, Júlio Medaglia e Gil Jardim debatem sobre o legado do maestro. No domingo, o encerramento fica por conta de Alaíde Costa e Giba Estebez, às 19h15.

Informações:

Museu Afro Brasil 
O Negro no Futebol Brasileiro - A arte e os artistas (Homenagem a Mário Filho)
Espírito da África - Os Reis Africanos
Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, s/n - Parque Ibirapuera - Portão 10
Horário de Funcionamento: De terça-feira a domingo, das 10h às 17h.

Red Bull Station 
Linha de Frente
Endereço: Praça da Bandeira, 137 - Centro
Horário de Funcionamento: Terças, quartas, quintas e sextas, das 10h às 20h. Sábados das 11h às 19h

Centro Cultural Correios 
Caymmi 100 anos
Endereço: Av. São João, s/nº
Horário de Funcionamento: De terça a domingo, das 11h às 17h

Caixa Cultural Sé 
Tom Jobim - 20 anos de Saudade
Endereço: Praça da Sé, 111 - 8º andar
Horário de Funcionamento: Quintas, sextas, sábados e domingos, às 19h15. Sábado às 20h30
(Retirar o ingresso às 12h no dia de cada apresentação)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.