Fim de Celebridade: Laura matou Lineu

No último capítulo de Celebridade, escrita por Gilberto Braga e dirigida por Dênis Carvalho, reinou o final feliz. Os maus pereceram e o bons venceram. O desfecho do aguardado mistério deu-se com a vilã Laura (Cláudia Abreu) baleada por Renato Mendes (Fábio Assunção) confessando que matou Lineu (Hugo Carvana), para logo depois morrer abraçada ao cadáver de Marcos (Márcio Garcia). O último capítulo da novela de Gilberto Braga rendeu média de 63 pontos de audiência na Grande São Paulo, com picos de 68 e share de 82% (participação da audiência no universo de aparelhos ligados no horário), segundo a prévia instantânea do Ibope. Desde Renascer (1993) um final de novela não registrava esses índices. Na média total de seus 221 capítulos, Celebridade somou 46 pontos, 1 a menos do que O Clone, e empatou com Mulheres Apaixonadas - são índices da Grande São Paulo, onde 1 ponto equivale a 49,5 mil domicílios. A capítulo final da trama, que segundo William Boner disse no final do Jornal Nacional deixou a torcida do Flamengo, do Corinthias e todo o telespectador ligado para saber quem matou Lineu, começou bem. Mais de 80% dos lares brasileiros estão de olho na TV Globo nesta noite para assistir a uma shakespereana comédia de erros: Beatriz (Deborah Evelyn) decide entregar a famigerada fita de vídeo que incrimina Laura, mas pede ao filho Inácio (Bruno Galiasso) que a entregue ao pai Fernando (Marcos Palmeira). Inácio liga para o pai na frente de Joel, que vai contar a Laura, que rapta Nina, a filha Maria Clara para ter a fita de volta. E a fita vai passando de mão em mão numa seqüência vertiginosa. Laura, "a cachorra" discute com seu "michê" Marcos (Márcio Garcia). Renato chega no meio. Fernando entra com a fita na mão para recuperar a filha e é golpeado por Renato que pega a fita. Enquanto isso... Maria Clara está com o delegado inquirindo o segurança Caetano (Roney Villela), quando chega sua mãe Corina (Nívea Maria) com o celular contendo a última ligação feita por Lineu. No replay descobre que o número era de Laura. Volta para a casa de Laura... Marcos aponta a arma para Renato que entrega a fita para Laura. Aí a polícia chega e avisa que estão cercados. Laura larga a fita, fixa o olhar em Nina e tira aquela gargantilha que nunca saiu do seu pescoço para enforcar a menina. Renato e Marcos discutem e Renato que tinha uma arma escondida atira e mata Marcos. Laura atira em Renato, erra e é baleada, mas antes de morrer conta por que e como matou Lineu. Disse que ele tinha roubado a música de Ubaldo e tinha ligado para ela para negociar um preço pelas provas, mas no meio da negociação Caetano chega com os papéis e Laura atira em Lineu. Laura morre abraçada a Marcos. No mais: o bombeiro Vladimir (Marcelo Faria) pede a manicure Darlene (Deborah Secco) em casamento depois que ela desiste de ficar famosa, Yolanda (Nathália Timberg) e Ana Paula (Ana Beatriz Nogueira) viram sacoleiras, e os parzinhos vão se juntando: Jackeline Joy (Juliana Paes) e Bruno (Sergio Menezes), Noêmia (Júlia Lemmerts) se casa com Cristiano (Alexandre Borges), mas a grande cena de casamento de todo último capítulo de novela que se preze é protagonizada por Darlene e Vladimir no Jardim Botânico. O fim apoteótico é com ninguém menos que o ministro da Cultura Gilberto Gil, cantando Paz para todo o elenco, no Espaço Fama, com Gilberto Braga na platéia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.