Fim de ano sinfônico e com Nelson Freire

Com a chegada do Natal, encerra-se a temporada de concertos, que deve retornar apenas em março. Mas, ao menos, o ano deve terminar em grande estilo, repleto de atrações que incluem concertos sinfônicos, música de Natal e até um recital do pianista Nelson Freire, depois de dois anos sem apresentações solos nos palcos paulistanos.

JOÃO LUIZ SAMPAIO, O Estado de S.Paulo

16 de dezembro de 2011 | 03h09

Amanhã, a Sinfônica Jovem do Estado interpreta às 21 horas na Sala São Paulo (entrada franca) o Oratório de Natal, de Camille Saint-Saëns, com regência de João Maurício Galindo, solos de Manuela Freua, Ana Lucia Benedetti, Silvia Tessuto, Bruno Facio e Sandro Bodilon, e a participação do Coral Madrigal Vivace.

No domingo, a programação começa logo cedo, às 11 horas, no Teatro Municipal. Sob o comando do maestro Jamil Maluf, a Orquestra Experimental de Repertório faz seu último concerto do ano, dedicado a autores russos em um programa ambicioso - vão interpretar Uma Noite no Monte Calvo, de Mussorgsky; o Concerto para Piano Op. 20 de Scriabin; e Petrouchka, de Stravinski. Em tempo: o último concerto da orquestra profissional do teatro, a Sinfônica Municipal, será realizado na quinta-feira, às 21 horas, com regência do maestro Luis Gustavo Petri e obras de Corelli, Bach, Haydn e Ernani Aguiar.

Na tarde de domingo, duas boas opções. Amantes do piano podem assistir ao recital da jovem revelação Leonardo Hilsdorf, que toca obras de Soler. Granados, Liszt e Stravinski no Museu Brasileiro de Escultura (MuBE), a partir das 16 horas (R$ 20). E, na Sala São Paulo, às 17 horas, a Orquestra Sinfônica Brasileira "original" faz o último concerto de sua série Safira, realizada em São Paulo. A regência é do maestro Roberto Minczuk, que preparou um programa todo em torno da música para cinema, com destaque para obras de Ennio Morricone e Nino Rota (o preço dos ingressos vai de R$ 39 a R$ 121).

Nelson Freire faz recital solo na noite de segunda-feira, no Teatro Municipal, às 21 horas (ingressos de R$ 100 a R$ 300). A primeira parte é toda dedicada a Schumann (Arabesque e Fantasia). Depois do intervalo, o pianista começa com Prokofiev e suas Oito Visões Fugitivas; segue com Granados (La Maja y el Ruiseñor); e encerra a noite com Liszt - Murmúrios da Floresta, Valse Oubliée e a Balada n.° 2 em Si Menor.

Por fim, na quarta-feira, o maestro Isaac Karabtchevsky encerra seu primeiro ano como diretor artístico do Instituto Baccarelli com um concerto na Sala São Paulo. Ele estará à frente da Sinfônica Heliópolis, da Sinfônica Juvenil do instituto e do Coral da Gente e, juntos, vão interpretar a Fantasia Coral Natalina, de André Mehmari, e O Pássaro de Fogo, de Stravinski. A entrada é franca e os ingressos podem ser retirados na bilheteria da sala, com limite de quatro por pessoa (a partir de cinco ingressos, é cobrado R$ 2 por cada um).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.