Filme 'Os Vingadores' abre temporada de super-heróis

Havia gente saindo pelo ladrão para assistir à première mundial de "Os Vingadores". Com direito a tapete vermelho, o local não poderia ser mais apropriado - o Grauman Chinese Theatre, incorporado ao complexo do Kodak Theatre, em pleno Hollywood Boulevard. Vieram quase todos os ''avengers''. Faltou justamente a bela do grupo, Scarlett Johansson, a Viúva Negra, que fez uma breve passagem pelo local - e sumiu. No dia seguinte, ela não participou das entrevistas - de grupos ou individuais - com os colegas de elenco.

AE, Agência Estado

27 de abril de 2012 | 09h58

Em 3D, tudo é mais impressionante e os fãs adoraram ver o grupo de super-heróis que Stan Lee e Jack Kirby criaram em 1963, numa publicação da Marvel Comics que é definida como resposta à Liga da Justiça, da concorrente DC Comics. Os integrantes do grupo fundador já eram heróis consagrados da editora - Thor, Homem de Ferro, Homem-Formiga, Hulk e Vespa. Vieram depois Capitão América, Arqueiro e Viúva Negra. No ''universo Marvel'', os vingadores são a primeira equipe convocada pelo governo dos EUA, através da agência S.H.I.E.L.D., quando confrontado com desafios cósmicos.

O sucesso das duas aventuras do "Homem de Ferro" e o fato de "Thor" e "Capitão América" terem estourado nas bilheterias (além da expectativa) estimulou os produtores a armar a aventura com todos os super-heróis. "Nossos vingadores não têm nada a ver com os do filme de 1998, baseado no seriado inglês. O público exigia e nós caprichamos para garantir que chegassem à telona com todo impacto a que têm direito", disse o produtor Kevin Feige. O que acrescenta pode surpreender os fãs dos gibis, mas não os cinéfilos. "Quando se trata de mostrar a formação de um grupo e a sua integração, o exemplo a ser seguido é só um - Os Doze Condenados." O clássico de guerra de 1966, de Robert Aldrich, com Lee Marvin à frente de grande elenco, já fora, como a obra homônima de Enzo G. Castellari, a fonte inspiradora de "Bastardos Inglórios", de Quentin Tarantino.

"Os Vingadores" são os primeiros super-heróis a chegar às telas neste ano que ainda terá um novo Batman de Christopher Nolan com Christian Bale e a nova cara do Homem-Aranha, na série reformatada por Marc Webb, o diretor de "500 Dias com Ela". E "Os Vingadores" aterrissam antes no Brasil. Nos EUA, a estreia será somente na semana que vem. Foram sete anos de muito trabalho, a começar pelo roteiro. É a grande contribuição do diretor Joss Whedon, que admite não ter sido fácil criar uma história com seis protagonistas e algumas regras básicas. "Nossa trama não poderia interferir nas aventuras individuais desses heróis em seus filmes. E eles deveriam integrar um grupo mantendo as características conhecidas do público." Whedon não possui um estilo visual forte - "Sigo a linguagem dos quadrinhos" - e talvez exagere nos primeiros planos, já que veio da TV, onde criou a série "Buffy". Mas sua história, em parceria com o roteirista Zak Penn, é eficiente. Os vingadores enfrentam o Exército de Loki, irmão de Thor, e o homem do martelo vive um conflito entre seu código de ética e a fidelidade familiar.

Por mais que Thor seja a encarnação do drama, todos os heróis integrados à aventura - Vespa e o Homem-Formiga ficaram de fora - têm direito àquilo que Andy Warhol chamaria de 15 minutos de fama. Capitão América é o ''caxias'' do grupo, ainda tentando se reintegrar ao mundo, após hibernar por décadas. O Homem de Ferro é, ao mesmo tempo, cínico e blasé - mas, na hora H, dá liga ao grupo (e resolve a parada). Cada vingador é um solitário, ou pelo menos um individualista - o incrível Hulk talvez seja mais -, e o grande desafio é justamente fazer com que se integrem como grupo. Nick Fury, o empregador dos Vingadores - na S.H.I.E.L.D. - foi quem mais mudou. Ele era originalmente branco, mas adquiriu a cara de Samuel L. Jackson no revival dos gibis, há 12 anos.

Com exceção de Hulk, interpretado por Mark Ruffalo, os vingadores voltam com a cara que o público conhece. Chris Evans como Capitão América, Chris Hemsworth como Thor e Robert Downey Jr. como Iron Man. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Os Vingadores: The Avengers

Direção: Joss Whedon. Gênero: Ação (EUA/ 2012, 142 min.). Classificação: 12 anos.

Tudo o que sabemos sobre:
cinemaOs Vingadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.