'Filhotes da Amazônia', nova peça da Cia Pia Fraus

Como ‘Bichos do Brasil’, montagem não tem diálogos e trata de temas como família e alimentação

Fernanda Araujo, de O Estado de S. Paulo,

25 de setembro de 2009 | 10h26

Uma família de sapos sofre com a cantoria desafinada de um dos filhotes, enquanto uma piranha ensina seus bebês a tornar peixes em esqueletos. Histórias assim você ouve de um pajé na peça "Filhotes da Amazônia", da Cia. Pia Fraus, que estreia no sábado, 26, no Teatro Sérgio Cardoso.

 

O grupo retoma a fórmula do sucesso de ‘Bichos do Brasil’, de 2001, com boas histórias, muita música instrumental, diversos bonecos e nenhum diálogo. Mas agora há outros temas importantes, como as relações familiares e a cadeia alimentar animal, tratada de uma maneira muito divertida. Em um dos contos, os sapos são devorados. Em outro, uma onça sai para caçar, mas é surpreendida por um macaco, que boicota seu almoço. "Não é crueldade, é instinto", diz Beto Andretta, diretor da companhia que completa 25 anos. O cenário surpreende: uma oca que vira rio que vira ninho que vira terra que vira uma ‘surpresa’ - só os curumins da plateia podem descobrir.

 

Filhotes da Amazônia

Onde: Teatro Sérgio Cardoso. Sala Pascoal Carlos Magno (140 lug.). Rua Rui Barbosa, 153, Bela Vista, tel: 3288-0136

Quando: sábados e domingos, 27, às 16h (até 13/12).

Quanto: R$ 20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.