Filho de Michael Douglas tem pena de prisão ampliada

Cameron Douglas, filho do premiado ator Michael Douglas, foi sentenciado na quarta-feira a uma pena adicional de quatro anos e meio de detenção por ter consumido drogas na prisão, quando já cumpria pena de cinco anos por posse e tráfico de entorpecentes.

REUTERS

21 de dezembro de 2011 | 18h15

A pena adicional foi o dobro do que a promotoria pedia. Contrito, Cameron alegou ao juiz Richard Berman, da Justiça Federal em Manhattan, que seu crime foi consequência de uma dependência química da qual ele não conseguiu se livrar.

"Veja, meritíssimo, ao que parece não consigo encontrar conforto na minha própria pele", disse o réu antes de ouvir a sentença.

Douglas foi preso em 2009 e cumpre pena por tráfico de heroína desde abril de 2010. Em outubro deste ano ele confessou que possuía drogas na sua cela de uma prisão federal. Ele despertou suspeitas dos carcereiros por ter tampado a janela da sua cela. Uma revista resultou na descoberta de um comprimido e de um pedaço de papel que ele posteriormente admitiu ter contido heroína.

O juiz disse desconhecer outro caso "de um réu que tenha agido tão imprudente, flagrante, petulante e criminosamente, de forma tão destrutiva e manipuladora quanto Cameron Douglas".

Berman afirmou que o comportamento de Douglas na prisão precisa ser punido de forma exemplar, e citou o fato de que ele já havia sido repreendido após convencer uma advogada a lhe levar remédios de uso controlado dentro do sutiã.

(Reportagem de Basil Katz)

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEDOUGLINHASPRISAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.