Filho de guitarrista do Pink Floyd participou de protestos em Londres

O filho de David Gilmour, guitarrista do Pink Floyd, pode ser condenado a prisão após admitir sua participação em distúrbios em Londres contra o aumento das taxas universitárias.

REUTERS

06 de maio de 2011 | 16h37

Charlie Gilmour, de 21 anos, é acusado de uma série de delitos durante a manifestação de dezembro, quando foi fotografo com uma bandeira no principal monumento militar da cidade.

A Justiça lhe concedeu liberdade condicional até julho para que possa concluir seus exames na Universidade de Cambdrige, segundo a agência Press Association.

Gilmour aceitou uma declaração de culpa não específica. Ainda terá de decidir se admite ter golpeado o capô de um carro que naquele dia levava escoltas do príncipe Charles e da sua esposa Camilla.

Ele é acusado também de quebrar uma vitrine e atirar caçambas de lixo em carros da realeza. A caçamba não atingiu o carro do príncipe, mas sim outros automóveis da comitiva.

(Reportagem de Stephen Addison)

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEPINKPINKFLOYDINHO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.