Filadélfia deu a Tom Hanks seu 1º Oscar

O Príncipe e o Vira-Lata

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

01 de setembro de 2010 | 00h00

15H35 NA GLOBO

(The Pooch and The Pauper). EUA, 1999. Direção de Alex Zamm, com Richard Karn, Fred Willar, Vincent Schiavelli, Cody Jones, Carolyn Dunn, Laura Press.

O cão do presidente dos EUA desfruta de todas as regalias na Casa Branca, mas um dia é confundido com vira-lata que invade os jardins da mansão presidencial, fugindo da carrocinha. Adivinhe se os dois não trocam de lugar. A versão cinófila do clássico O Príncipe e o Mendigo, de Mark Twain, transfere paras os animais a eterna insatisfação dos humanos. O cão esnobe, que reclamava da vida tediosa, sonha em voltar à Casa Branca. O vira-lata, após as primeiras suculentas refeições, reclama da falta de liberdade. Reprise, colorido, 88 min.

Ásia, A Invencível

22 H NA REDE BRASIL

(The East Is Red). China, 1993. Direção de Siu-Tung Ching e Raymond Lee, com Brigitte Lin, Joey Wong, Jean Wang, Yu Rong Guang, Lau Shun,

Yuen King-Tan.

Aventura de sabre sobre demônio que se transforma em mulher e vira espadachim invencível, até ficar vulnerável por amor. A atriz Brigitte Lin fez Amores Expressos e Cinzas do Tempo com Wong Kar-wai. Não é pouca coisa. Reprise, colorido, 98 min.

O Clã das Adagas Voadoras

23H15 NA RECORD

(Shi Mian Mai Fu). China, 2004. Direção de Zhang Yimou, com Takeshi Kaneshiro, Andy Lau, Zhang Ziyi,

Song Dandan.

Hoje é um dia glorioso para fãs de artes marciais. O espectador pode começar vendo Ásia, A Invencível e, se não gostar, trocar de canal, transferindo-se para o que exibe o segundo longa da trilogia de Zhang Yimou. O Clã situa-se entre Herói e A Maldição da Flor Dourada e é sobre dupla de soldados destacada para localizar o misterioso líder de uma facção secreta. As buscas os levam até dançarina cega, por quem se apaixonam, mas as moça - a deslumbrante Zhang Ziyi, não é o que parece. Suntuosidade cênica, grandes cenas de ação. Não há erro para quem

sintonizar diretamente na Record. Reprise, colorido, 119 min.

Intercine

2H20 NA GLOBO

A emissora exibe o preferido do público entre - O Comerciante, de Lars Kraume, com Alexander Scheer, Gotz George, Chulpan Khamatova e Vadim Glowna, sobre Nele Mueller-Stofen, jovem que vai pedir emprego numa agência de publicidade e, do nada, assume o controle da parte de criação da conta mais importante da casa; e Lucy, de Glenn Jordan, com Rachel York e Daniel Pino, sobre a lendária Lucille Ball e sua conturbada ligação com Desi Arnaz. Ambos reinaram na TV dos EUA durante os anos 1950, nos primórdios da TV, com o seriado I Love Lucy.

Amanhã

A Globo exibe amanhã, no Intercine, o preferido do público entre - Excesso de Bagagem, de Marco Brambilla, com Alicia Silverstone, Benicio Del Toro, Christopher Walken e Harry Connick Jr., sobre herdeira que simula o próprio sequestro para chamar a atenção do pai e termina por se envolver seriamente com o falso sequestrador (EUA, 1997, fone 0800-70-9012); e Alien: A Ressurreição, de Jean-Pierre Jeunet, com Sigourney Weaver, Winona Ryder, Dominique Pinon, Ron Perlman e Dan Hedaya, quarto da série iniciada por Ridley Scott, no qual a agente Ripley é clonada, 200 anos após o primeiro filme, e combate novos alienígenas, com a ajuda de piratas do espaço; o problema é que, ela própria, foi "ressuscitada" com genes parciais de extraterrestres; o visual é deslumbrante, a "dramaturgia", nem tanto (EUA, 1997, fone 0800-70-9012).

TV Paga

Filadélfia

22 H NO TCM

(Philadelphia). EUA, 1993. Direcão de Jonathan Demme, com Tom Hanks, Antonio Banderas, Marry Steenburgen, Jason Robards,

Joanne Woodward.

Tom Hanks ganhou seu primeiro Oscar de melhor ator - houve outro, em seguida, por Forrest Gump - e outro prêmio da Academia de Hollywood foi para a canção Streets of Philadelphia, de Bob Dylan. O próprio diretor Demme havia sido premiado por O Silêncio dos Inocentes e marcou época, provocando grande impacto por sua abordagem do homossexualismo, embora, na verdade, este filme não seja sobre advogado gay que desafia o sistema, levando ao tribunal a firma que o demitiu porque está morrendo de aids. A força do cartaz da TV paga vem do fato de que Demme está contando, por meio do personagem de Hanks, a história do advogado homofóbico (Denzel Washington) que vence o próprio preconceito. Toda atenção para a cena, intensa e polêmica, em que o moribundo Hanks expressa suas emoções ao som da ária "La Mama Morta", da ópera Andrea Chenier. Reprise, colorido, 120 min.

Daunbailó

1H30 NO TELECINE CULT

(Down By Law). EUA, 1986. Direcão de Jim Jarmusch, com John Lurie, Tom Waits, Roberto Benigni,

Nicoleta Braschi.

Dois sujeitos caem numa armação da polícia e dividem a mesma cela da cadeia com um terceiro elemento. Com Estranhos no Paraíso, este filme transformou Jim Jarmusch numa das mais importantes vozes do cinema independente norte-americano nos anos 1980. Ele investiga os sentimentos, a linguagem. Virou cult. Reprise, preto e branco, 107 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.